PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Destaque no empate, goleiro do Flamengo lembra morte do pai e se emociona

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/09/2020 19h01

Ao apito final do empate em 1 a 1 com o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, Hugo Souza, goleiro do Flamengo, foi às lágrimas. Neneca, como é conhecido, não escondeu a emoção na estreia pelo time profissional e lembrou a perda do pai, que apontou ter sido um dos seus maiores incentivadores.

Hugo, atualmente, é a quarta opção no grupo comandado por Doménec Torrent, atrás de Diego Alves, César e Gabriel Batista. Acabou sendo titular nesta tarde diante de alguns problemas enfrentados pela equipe rubro-negra: Diego Alves se recupera de uma lesão no ombro, César ficou no Rio por conta de um incômodo muscular, e Gabriel Batista testou positivo para covid em meio a um surto que infectou 19 jogadores.

O goleiro foi eleito o melhor do jogo pelo voto popular e também comentaristas da Rede Globo.

"Eu não jogava fazia nove meses, mais ou menos. Última partida que fiz foi no sub-20, mas a diferença da última partida para essa é que meu pai, na última, estava na arquibancada me assistindo e hoje não tenho mais ele. Faz seis meses que perdi meu pai, que foi meu grande incentivador. Ele e minha mãe, minha irmã, minha família, que sempre estiveram comigo. Hoje foi a primeira vez que entrei em campo sem meu pai. Ele não está aqui fisicamente, não pôde ver pela TV, em casa, não pôde ter essa sensação, mas creio que ele está lá em cima melhor que a gente. E sempre entrei em campo pensando na minha família, em dar um futuro melhor e crescer por eles. Não vai ser diferente. Essa vitória aqui [eleito melhor] não é só minha, isso aqui é de tudo que tem em volta de mim. Um trabalho absurdo do Flamengo. Sou novo, da base, 12 anos de clube, e ter uma oportunidade dessa, não poderia deixar passar", disse.

Apesar de todo o imbróglio quanto à realização da partida — que foi confirmada apenas momentos antes de a bola rolar —, Neneca garantiu que os jogadores do Fla estavam bastante concentrados. Ele salientou ainda que o resultado mostrou que o Rubro-Negro tem pratas da casa que "dão conta do recado".

"Desde o início, estávamos preparados para jogar, independentemente das situações. Sabemos que temos grandes desfalques, mas a gente está mostrando que o Flamengo também faz craque, que também temos prata da casa que dá conta do recado. Viemos totalmente concentrados. Essa questão de vai ter jogo, não vai ter jogo, não cabe a nós. A nossa função é vir preparado para jogar e foi isso que a gente fez. Fizemos um grande jogo. Não saímos com a vitória, que era o que a gente queria, mas fizemos um grande jogo", garantiu.

Flamengo