PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que Cazares pode sair ou renovar com o Corinthians no fim do Brasileiro

Juan Cazares, ex-meia-atacante do Atlético-MG, acertou com o Corinthians até 30 de junho de 2021 - Pedro Souza / Atlético-MG / Divulgação
Juan Cazares, ex-meia-atacante do Atlético-MG, acertou com o Corinthians até 30 de junho de 2021 Imagem: Pedro Souza / Atlético-MG / Divulgação

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/09/2020 04h00

O meia-atacante Cazares fechou com o Corinthians até 30 de junho de 2021. O UOL Esporte apurou detalhes da negociação. Caso o equatoriano receba proposta no término do Campeonato Brasileiro, o clube paulista será obrigado a cobrir a oferta para manter o ex-meia do Atlético-MG.

A cláusula contratual permite que o meia de 28 anos seja liberado se o Timão não igualar a proposta. Caso não ocorra nenhuma oferta pelo jogador até o fim do Brasileiro, ele cumpre seu contrato até o fim com o clube paulista.

Cazares receberá R$ 380 mil mensais de salário no Corinthians, além de R$ 500 mil de luvas - premiação pela assinatura de contrato com o alvinegro paulista. Nos bastidores, a diretoria corintiana comemora o negócio e, inclusive, ressalta que o meia terá salário menor do que recebia no clube mineiro.

O clube de Parque São Jorge não pagou compensação financeira ao Atlético-MG para contratar Cazares.

Em contrapartida, o Galo fica com 20% dos direitos econômicos - o restante pertencerá ao Corinthians. O equatoriano tinha contrato com o Galo até dezembro deste ano, mas abriu mão de dívidas e salário em troca da liberação para o Timão.

Cazares assinou contrato com o Corinthians ontem (25), como revelou o UOL Esporte. O equatoriano, inclusive, já treina com os novos companheiros no CT Joaquim Grava.

O Timão só aguarda o Atlético-MG confirmar a rescisão de Cazares no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para apresentar o jogador oficialmente.

Cazares reencontra no Corinthians o meia Otero, ex-companheiro de Atlético-MG e que conquistou seu espaço de titular no time de Dyego Coelho em pouco tempo no clube de Parque São Jorge. O compromisso do equatoriano se encerraria em dezembro em Belo Horizonte, mas ele estava fora dos planos de Jorge Sampaoli e negociou a rescisão.

Futebol