PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Galiotte: 'Caso protocolo não seja cumprido, é preciso parar competição'

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, afirmou em paralisar o Brasileirão - Cesar Greco
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, afirmou em paralisar o Brasileirão Imagem: Cesar Greco

Do UOL, em São Paulo

26/09/2020 19h51

Classificação e Jogos

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, afirmou que o Brasileirão precisará ser paralisado ao falar sobre a decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro de adiar o jogo contra o Flamengo, que estava marcado para amanhã (27), no Allianz Parque.

"Caso seja definido que o protocolo determinado para o Campeonato Brasileiro não será cumprido, é preciso paralisar a competição", publicou o clube alviverde no Twitter em nota assinada por Galiotte.

Ao todo, o Flamengo tem 19 jogadores infectados com o coronavírus, fora membros da comissão técnica, do departamento de futebol e dirigentes. O surto de contágio aconteceu durante a passagem da delegação pelo Equador, onde a equipe do técnico Domènec Torrent encarou o Independiente del Valle, no último dia 17, e o Barcelona de Guayaquil, na última terça-feira, pela Libertadores.

Diante do alto número de funcionários com testes positivos e a iminência de a partida ser realizada, o Sindeclubes — Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro — acionou, ontem (25), o Tribunal Regional do Trabalho. O TRT-RJ entendeu que o confronto teria "risco elevado de contágio" e deu sinal positivo ao pleito.

Já o Palmeiras sempre se mostrou contra a mudança na data do confronto, "comprando a briga" pela manutenção do dia original e tendo, inclusive, a participação de seus jogadores na articulação nos bastidores. O Verdão nem cogitou mudar a programação depois do empate com o Guaraní (PAR), quarta (23), pela Libertadores. Após receberem folga anteontem (24), os atletas se reapresentaram ontem.

Após o parecer da Justiça, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) agora tenta reverter a decisão. Enquanto a briga é travada nos tribunais, o Flamengo, por via das dúvidas, embarcou para São Paulo.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado anteriormente no segundo parágrafo, o Palmeiras é um clube alviverde, e não alvinegro. O erro foi corrigido.

Palmeiras