PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras joga mal, empata com Guaraní e ainda não garante vaga nas oitavas

Siga o UOL Esporte no

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

23/09/2020 23h23

Classificação e Jogos

O Palmeiras desperdiçou a chance de garantir a classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores e ficou no empate em 0 a 0 com o Guaraní (PAR), hoje (23), no estádio Defensores del Chaco, no Paraguai. O resultado encerrou os 100% de aproveitamento do Verdão depois de quatro rodadas na competição continental.

Em atuação fraca, o time de Vanderlei Luxemburgo aumenta sua série sem derrotas para 17 jogos, mas com oito vitórias e nove empates. O último revés alviverde aconteceu no dia 22 de julho, para o Corinthians, na primeira fase do Campeonato Paulista.

Com dez pontos, o Verdão agora faz as contas para tentar assegurar a vaga na próxima rodada. Já o Guaraní, com sete, segue na segunda posição da chave.

As contas para a classificação

O Palmeiras segue na liderança do Grupo B, mas sem os 100% de aproveitamento. Para garantir a vaga na próxima fase com uma rodada de antecedência, o time precisa de pelo menos um empate na partida seguinte, contra o Bolívar (BOL), quarta que vem (30), às 19h15, no Allianz Parque. A equipe boliviana é a terceira na chave e está a seis pontos do Verdão. Precisaria, portanto, vencer os dois duelos que restam e ainda torcer contra o time de Luxemburgo. O Guaraní (PAR) visitará o Tigre, quinta (1), às 21h.

O melhor: Capitão da Liberta, Gustavo Gómez vai bem de novo

Por falar espanhol, Gustavo Gómez foi o capitão do Palmeiras mesmo tendo Felipe Melo ao seu lado e liderou novamente a defesa alviverde com uma grande atuação. Soberano em duelos tanto pelo alto quanto pelo chão, o zagueiro paraguaio mostrou-se à vontade e repetiu uma grande atuação, depois de brilhar também contra o Bolívar (BOL), em La Paz.

O pior: Lucas Lima volta enferrujado

O camisa 20 voltou ao time depois de perder duas partidas por conta de um trauma no pé esquerdo e não teve o mesmo desempenho que rendeu elogios antes de se machucar. Com pouca participação novamente aberto pelo lado direito, ele teve uma pequena melhora depois do intervalo, mas ainda assim deu lugar a Raphael Veiga no segundo tempo do confronto.

Cronologia do jogo

Assim como aconteceu em La Paz, o Palmeiras iniciou a partida apostando em contragolpes, mas não conseguiu ser eficiente nesta estratégia. O Guaraní deu espaço para que o Verdão ficasse com a bola, mas a equipe de Vanderlei Luxemburgo atuava espaçada demais. As únicas opções para criar era ou forçar o passe, ou buscar a bola longa. A principal chance antes do intervalo foi um chute de Fernando Fernández, centroavante da equipe paraguaia que acertou a trave direita de Weverton.

No segundo tempo, o Palmeiras teve muito mais posse, mas com os mesmos problemas. O Guaraní foi a equipe que criou mais perigo, especialmente após a entrada de Cecílio Domínguez. Foi ele quem perdeu a maior oportunidade dos donos da casa antes de acabar a partida, em chute cruzado, que passou bem próximo do poste palmeirense. E o Verdão, mesmo colocando sangue novo no meio e ataque, não acertou a meta de Servio em nenhuma oportunidade durante a etapa final.

FICHA TÉCNICA
GUARANÍ (PAR) 0 x 0 PALMEIRAS

Data: 23 de setembro de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Assistentes: Carlos Barreiro e Martín Soppi (ambos do URU)
Cartões amarelos: Morel, Romaña (GUA); Wesley (PAL)
Cartão vermelho: -
GOLS: -

GUARANÍ: Servio; Ramírez, Baéz, Romanã e Benítez; Redes (Maná), Rodrigo Fernández e Morel (Angel Benítez); José Florentín (Domínguez), Merlini e Fernando Fernández. Técnico: Gustavo Costas

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Viña; Danilo (Ramires), Gabriel Menino (Bruno Henrique) e Zé Rafael; Lucas Lima (Raphael Veiga), Veron (Wesley) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Palmeiras