PUBLICIDADE
Topo

Santos

Escalação do Santos: Cuca segue com problema no meio e pode improvisar

Arthur Gomes conduz a bola na partida entre Santos e Ceará - Samuel Andrade/Santos FC
Arthur Gomes conduz a bola na partida entre Santos e Ceará Imagem: Samuel Andrade/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

22/09/2020 12h39

O técnico Cuca não deve ter o volante Alison à disposição para enfrentar o Delfín (EQU) na quinta-feira, às 23h, pela fase de grupos da Libertadores. Com isso, há a possibilidade do treinador improvisar no meio-campo do Santos.

Sem o camisa 5, Diego Pituca deve ser recuado para a função de primeiro volante, como já foi diante do Botafogo. O uruguaio Carlos Sánchez vem sendo testado nas mais diversas funções, desde segundo volante, passando por armador, atuando como meia ou ponta pelos lados. Ele deve iniciar o jogo como segundo volante, mas o terceiro homem de meio segue um problema para Cuca.

O comandante santista escalou Jean Mota no último jogo e deixou a equipe em um 4-4-2 sem a bola, com Arthur Gomes pela esquerda e Jean Mota ao lado de Pituca pelo centro. Com a volta de Soteldo, Jean Mota e Arthur Gomes brigam por uma vaga no meio-campo.

O Menino da Vila sai em vantagem pelo bom desempenho contra os cariocas e por ter atuado já algumas vezes na função desde a chegada de Cuca. Jean Mota tem a seu favor o maior poder de marcação e familiaridade com a função.

Assim, o provável Santos tem: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Arthur Gomes (Jean Mota); Marinho, Soteldo e Raniel (Kaio Jorge).

Santos