PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter chega ao Gre-Nal em 1ª oscilação após virar 'vidraça' no Brasileiro

Liamara Polli-Pool/Getty Images
Imagem: Liamara Polli-Pool/Getty Images

Do UOL, em Porto Alegre

21/09/2020 04h00

O Internacional se prepara para reencontrar o Grêmio em meio a uma oscilação que preocupa. Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogo do Brasileirão, e susto contra o América de Cali-COL na Copa Libertadores, o time de Eduardo Coudet convive com altos e baixos pela primeira vez desde que virou destaque no futebol nacional.

Líder do Campeonato Brasileiro por seis rodadas, o Inter foi apontado como o melhor do Brasil em atividade na retomada da Libertadores. Mas os desfalques botam isso em xeque.

A ideia de jogo está lá, os princípios também. Faltam pernas e jogadores para cumprir o que Coudet quer. E ele sabe disso.

"Eu não costumo mexer no time, mas por diferentes circunstâncias não estamos conseguindo fazer isso. São muitas baixas, muitos jogos. É o que temos?", resignou-se o treinador.

Contra o Grêmio, o Inter pode encaminhar classificação às oitavas de final da Libertadores e complicar a vida de Renato Gaúcho — pressionado pela sequência de jogos com atuações ruins e poucas vitórias. Mas para tanto, o Colorado também precisa se reencontrar.

Moisés, Edenilson, Marcos Guilherme, Peglow, William Pottker e Guerrero estão fora do Gre-Nal. Patrick e Johnny serão reavaliados pelos médicos, mas também deverão ser vetados por problemas contraídos diante do Fortaleza, no sábado.

Futebol