PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Ney Franco elogiou defesa antes de derrota com três gols de cabeça

Ney Franco está com uma vitória e uma derrota à frente do Cruzeiro - Fernando Moreno/AGIF
Ney Franco está com uma vitória e uma derrota à frente do Cruzeiro Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Do UOL, em São Paulo

20/09/2020 04h00Atualizada em 20/09/2020 16h13

Classificação e Jogos

Após uma estreia promissora contra o Vitória, Ney Franco conheceu ontem (19) a sua primeira derrota à frente do Cruzeiro. Seus comandados foram superados pelo CSA, que venceu a partida em Maceió por 3 a 1 e deixou o Cruzeiro ainda mais próximo do Z4.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, o Cruzeiro segue na sequência negativa que o colocou na 15ª posição na tabela da Série B, com 8 pontos, a mesma pontuação do Guarani, o primeiro time na zona de rebaixamento.

A principal falha do Cruzeiro foi na bola parada, que deu origem a todos os gols do rival alagoano. Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador citou que havia falado aos jogadores na palestra que a defesa desse tipo de jogada vinha sendo o ponto alto do time na Série B até então.

"É engraçado que durante a palestra a gente abordou que nossa equipe estava muito bem postada contra a bola parada, a gente não tinha tomado nenhum gol dessa forma na competição. O jogo mostrou que a gente tem que fazer ajustes nesses detalhes para que nosso próximo consiga aperfeiçoar isso", afirmou Ney.

Apesar disso, ele evitou colocar a derrota na conta da defesa, afirmando que o resultado foi muito mais mérito do CSA do que falha da sua equipe: "O adversário foi merecedor do resultado pela competência que teve, principalmente nos dois primeiros gols de bola parada. Eles conseguiram bloquear muito bem nosso ataque".

Ney Franco fez sua primeira mudança no time com 30 minutos de jogo, quando o placar já estava em 2 a 0 para o CSA. Ele tirou o volante Jadsom Silva para colocar o atacante Thiago. De acordo com o treinador, ele já pretendia reforçar o ataque após o intervalo e considerou que faria bem ao time fazer essa mudança ainda no primeiro tempo:

"Eu fiz o que normalmente não se faz no futebol, você dá um tempo a mais para isso, mas eu já quis colocar uma força ofensiva para a gente criar mais situações de gol", explicou.

Após a derrota de ontem, o Cruzeiro agora tem duas partidas em casa, contra Avaí e Ponte Preta, para tentar reagir no Campeonato antes de viajar novamente para enfrentar o líder Cuiabá. Segundo Ney Franco, esta sequência é ideal para ele, como novo treinador, conhecer melhor o time.

"Nós estamos numa competição extremamente difícil e a partir dessas duas partidas, eu, como treinador, vou conhecer melhor o perfil de cada atleta, da equipe. Nós temos que montar uma equipe forte para os dois próximos jogos em casa e fazer valer esse mando de campo".

O Cruzeiro jogará novamente na próxima sexta-feira (25). O Avaí é o 12º colocado na Série B com 10 pontos, enquanto o time mineiro aparece em 15º, com oito.

Cruzeiro