PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Multa da Fifa para racismo equivale a 20% da maior punição da entidade

Neymar discute com Álvaro González durante partida do PSG contra o Olympique Marselha pelo Campeonato Francês -
Neymar discute com Álvaro González durante partida do PSG contra o Olympique Marselha pelo Campeonato Francês

Do UOL, em São Paulo

17/09/2020 04h00

A acusação de Neymar contra o espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha, trouxe à tona a postura das entidades desportivas em relação aos casos de racismo no futebol. Na Fifa, a injúria racial prevê multa de pelo menos 20 mil francos suíços (R$ 115 mil), valor que equivale a 20% da maior penalidade, ligada à manipulação de resultados.

Neymar foi suspenso ontem (16) por dois jogos pelo comitê disciplinar da LFP (Liga de Futebol Profissional da França), por agressão — o brasileiro deu um tapa na nuca de González. A entidade abriu um processo para investigar as acusações de racismo contra o espanhol.

A discriminação racial faz parte do código de disciplina da Fifa. Na edição do ano passado, tal infração é mencionada no artigo 13. O código prevê punições ao clube ou associação.

Caso seja provada a injúria racial, o time terá de atuar com "número limitado de espectadores", além de pagar muita de no mínimo 20 mil francos suíços (R$ 115 mil). Se houver reincidência, a punição será maior, com perda de pontos e até rebaixamento.

A maior punição do código é citada no artigo 18. A manipulação de resultados prevê uma punição individual de cinco anos fora das atividades esportivas, além de multa de 100 mil francos suíços (R$ 576 mil).

O código disciplinar da Fifa ainda prevê multa para declarações públicas a outros ao ódio ou à violência, com multa mínima de 5 mil francos suíços (R$ 28,8 mil) e máximo de 20 mil francos suíços (R$ 115 mil).

Já a punição para mau comportamento de torcedores, com partidas inacabadas por essa razão, gera multa de 10 mil francos suíços (R$ 57,6 mil). A mais branda mencionada no código é a escalação irregular de um atleta, que prevê perda de pontos e pagamento de 6 mil francos suíços (R$ 34,6 mil).

Futebol