PUBLICIDADE
Topo

Futebol

O que o novo técnico pode esperar do Corinthians dentro e fora de campo

Enquanto o novo treinador não chega, o Corinthians é comandado interinamente por Dyego Coelho - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Enquanto o novo treinador não chega, o Corinthians é comandado interinamente por Dyego Coelho Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/09/2020 04h00

O Corinthians enfrenta o Bahia hoje (16), às 21h30 (de Brasília), na Neo Química Arena, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, novamente com o técnico Dyego Coelho como interino. O presidente Andrés Sanchez já confirmou que está em busca de um treinador no mercado da bola.

Sendo assim, o Corinthians terá um novo treinador a qualquer momento. O UOL Esporte apurou e listou o que o novo comandante pode esperar dentro de fora de campo quando chegar ao clube de Parque São Jorge nos próximo dias.

Clima tenso

protesto - Reprodução/TV Gazeta - Reprodução/TV Gazeta
Imagem: Reprodução/TV Gazeta

O novo técnico corintiano encontrará um clima tenso. Os jogadores já demonstraram insatisfações com os últimos dois treinadores: Fábio Carille e Tiago Nunes. Além disso, o treinador que assumir sabe que a paciência de parte da torcida acabou. No último domingo, torcedores organizadores foram ao Aeroporto de Guarulhos para ameaçar os atletas após derrota contra o Fluminense. Dedo no rosto e empurrões não faltaram. O treinador que chegar terá que encarar tudo isso para tirar o time da parte debaixo da tabela.

Ano de eleição

Por conta das eleições em 28 de novembro, o novo comandante do Corinthians ainda terá que aceitar um contrato curto e mostrar em pouco tempo que tem condições de estender o vínculo e renovar o contrato, independente de qual seja a diretoria que vencerá as eleições para a presidência.

Falta de confiança

O técnico ainda terá que trabalhar a confiança do elenco corintiano. Dyego Coelho alega que identificou a falta de autoestima dos jogadores quando assumiu o time no último fim de semana. O UOL Esporte apurou que os atletas reclamavam que Tiago Nunes mexia demais na equipe e isso colaborava para que os jogadores perdessem a confiança.

Herança de Tiago Nunes

Tiago - Rodrigo Coca/Agência Corinthians - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Outra herança de Tiago Nunes que, segundo os corintianos precisam consertaram, é a falta de um jogo mais vertical e de mais velocidade. Internamente, os profissionais alegam que Tiago ficou obcecado pelo estilo de troca de passes. Após a paralisação por conta da pandemia do coronavírus, o treinador priorizou treinos de toques de primeira. Com isso, o time ficou mais moroso em campo.

Novas revelações

O novo treinador do Corinthians deve encontrar uma turma mais jovem no elenco alvinegro, uma vez que Dyego Coelho promoveu cinco jogadores para o elenco profissional. Entre eles, o centroavante Cauê, de 17 anos. O meia Gustavo Mantuan, considerado uma das estrelas das categorias de base há muitos anos, também foi promovido. Os dois, além do lateral Igor Formiga, estão convocados para o jogo contra o Bahia.

Luan em baixa

O treinador que será contratado no Corinthians terá que recuperar o meia-atacante Luan, principal reforço do time para 2020 e que foi para o banco de reservas sob do comando de Tiago Nunes. O camisa 7 também começou a ser perseguido pela torcida após não figurar na lista de batedores de pênaltis na final do Campeonato Paulista, diante do arquirrival Palmeiras.

Futebol