PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio volta à Libertadores com frenesi por Cavani e de olho em Gre-Nal

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

16/09/2020 04h00

O Grêmio volta a jogar a Copa Libertadores de 2020 mergulhado em dias agitados com a tentativa de contratar Edinson Cavani. Depois de negar inicialmente, o clube admitiu as conversas e nos últimos dias passou a investir no apelo emocional do frenesi da torcida nas redes sociais para seduzir o uruguaio. A partida diante da Universidad Católica-CHI também acontece com o time e comissão técnica planejando o Gre-Nal da próxima semana.

Católica e Grêmio se enfrentam hoje (16), às 21h30 (de Brasília), em Santiago. Na quarta-feira seguinte, vem o clássico no estádio Beira-Rio. Os dois jogos podem encaminhar classificação.

Na noite de ontem (15), o Grêmio fez transmissão pelo YouTube para celebrar os 117 anos. A live teve lançamento do uniforme três e link ao vivo com a concentração do time, no Chile. Mas durante as horas que antecederam o evento e ao longo da festividade, a torcida esperava por novidades com relação a Cavani.

"A expectativa era grande pela novidade. Eu vou mostrar a novidade", disse Bruno Cortez, antes de percorrer o restaurante do hotel em conexão com a transmissão. O lateral esquerdo levou o cinegrafista até Alisson, meia-atacante. "Essa é a atração especial".

Cavani tem sido assunto no dia a dia do Grêmio há duas semanas. De sexta-feira para cá, voltou com tudo à tona. Sendo até tema recorrente em entrevistas coletivas de Renato Gaúcho e jogadores. Entre os dirigentes, também se tornou pauta fixa.

O UOL Esporte mostrou que a declaração que Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, na última segunda-feira (14), faz parte de uma estratégia para aumentar a carga nas tratativas com o uruguaio. O plano gremista é mostrar mobilização popular para atrair o ex-jogador do PSG.

Dono de quatro pontos no Grupo E, o Grêmio fica atrás do Inter no saldo de gols. Pontuar no Chile, mantém a briga pelo primeiro lugar da chave. E esquenta o Gre-Nal no Beira-Rio.

Em Porto Alegre, Kannemann trabalha para voltar ao time justamente diante do Inter. Outros lesionados, como Jean Pyerre e Pepê, também.

Futebol