PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Danilo inicia estudos para ser técnico, elogia Tite e busca estilo Autuori

Danilo em ação pelo Corinthians em 2018, sua última temporada no clube alvinegro - Marcello Zambrana/AGIF
Danilo em ação pelo Corinthians em 2018, sua última temporada no clube alvinegro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

16/09/2020 04h00

Aposentado desde meados de 2019, o ex-meia Danilo voltou a fazer planos ligados ao futebol. O campeão mundial por São Paulo e Corinthians dará início à carreira de treinador a partir do ano que vem, inspirado no estilo de Paulo Autuori, treinador do Botafogo que o comandou no tricolor paulista em 2005.

O primeiro passo dessa nova trajetória será dado a partir do mês que vem. "Me inscrevi para fazer os cursos da CBF. Agora em outubro vai começar, será online. Agora estou acompanhando alguns jogos de casa e já me preparando para o curso", contou Danilo em entrevista ao UOL Esporte.

O ex-meio-campista, que completou 41 anos em junho, admitiu que não fazia planos para ser treinador enquanto era jogador de futebol. A ideia surgiu durante o tempo em que ele ficou longe dos gramados.

"A princípio não tinha esse pensamento. Eu pensava em fazer outras coisas. Mas depois de um ano e meio parado eu senti falta. Acostumei a competir, está no sangue. Entendo que jogar é uma coisa e ser treinador é outra, totalmente diferente. Mas a gente precisa ter desafios na vida", disse.

Durante a carreira de jogador, Danilo vestiu a camisa de cinco clubes. Depois de brilhar no Goiás, foi contratado pelo São Paulo em 2004. Três anos depois, acertou com o Kashima Antlers, do Japão. Em 2010, virou jogador do Corinthians, clube que defendeu por nove temporadas. Nos últimos meses como atleta, atuou pelo Vila Nova.

"Trabalhei com muitos treinadores: Tite, Muricy. Mas o que me chamou mais atenção foi o Paulo Autuori. Ele é calmo, resolve as coisas numa boa, prioriza a parte tática, são equipes organizadas. Me identifico muito com o trabalho dele", afirmou Danilo.

O ex-meia também falou sobre a parceria com Tite no Corinthians. Com o treinador no banco de reservas e Danilo em campo, o clube conquistou a Libertadores e o Mundial em 2012, além da Recopa e do Paulistão, em 2013, e das edições 2011 e 2015 do Brasileirão.

"Trabalhei com o Tite na fase boa e na fase ruim. É um grande treinador e merecia ter ido à seleção brasileira até antes. Com ele não tem sacanagem. Quem estiver melhor joga. Ele trata todo mundo igual, isso faz a diferença", ressaltou.

Futebol