PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Stycer: "Falta transparência nas negociações dos direitos esportivos"

Do UOL, em Santos (SP)

15/09/2020 19h20

Classificação e Jogos

Há uma falta de transparência quando o assunto é negociação dos direitos esportivos, segundo o colunista de TV do UOL, Maurício Stycer. A declaração foi dada durante uma live do UOL Esporte que debateu a chegada do SBT e a saída da Globo na transmissão da Copa Libertadores e ainda contou com as participações de Rodrigo Mattos, colunista do UOL, Lyvia Rocha, jornalista, e Gabriel Vaquer, repórter do UOL (veja a live completa no vídeo acima).

"Falta transparência nas negociações dos direitos esportivos. É difícil entender o que aconteceu nesse caso específico e outros casos: a Globo gastando 60 milhões por ano para a Libertadores, perde a cobertura porque quis renegociar, e o SBT, que não tem dinheiro pra nada, ganha essa competição", analisa Stycer.

"Há tentativas de explicar, mas falta transparência das empresas envolvidas pra ajudar a gente tentar entender. Acho muito ruim porque fica esse terreno de especulação. Presidente da Conmebol ficou de mal com a Globo e resolveu dar pro SBT?", questiona.

De acordo com Gabriel Vaquer, a entrada do SBT e a saída da Globo teve muito mais a ver com relacionamento do que uma mera questão financeira.

"Foi muito mais questão de relacionamento. A Conmebol aceita perder dinheiro pra afrontar a Globo. E o SBT aproveitou uma pontualidade pra voltar ao futebol com força", diz Vaquer.

"Só peso na questão da grana, porque vai ter que investir muito", analisa Lyvia Rocha sobre a variedade de opções que agora o torcedor passará a ter para assistir aos jogos.

Na live, os participantes ainda debateram sobre a perda moral e financeira que a Globo teve ao ficar sem a transmissão da Libertadores e sobre como o sucesso da Copa do Nordeste no SBT foi importante para que a Copa Libertadores também entrasse na grade da emissora, além de vários outros assuntos.

Futebol