PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Entidade que luta contra racismo pede investigação sobre acusação de Neymar

Neymar discute com Álvaro González durante PSG x Olympique de Marselha - Gonzalo Fuentes/Reuters
Neymar discute com Álvaro González durante PSG x Olympique de Marselha Imagem: Gonzalo Fuentes/Reuters

Do UOL, em São Paulo

14/09/2020 13h56

Classificação e Jogos

A entidade SOS Racisme e Sportitude France, que luta contra o racismo no esporte francês, pediu uma investigação por parte da liga que organiza o Campeonato Francês (LFP) sobre a acusação feita por Neymar contra Álvaro González, do Olympique de Marselha.

Ontem, o brasileiro do PSG disse que foi chamado de "macaco FDP" pelo rival durante o jogo válido pela principal competição de futebol do país.

No comunicado compartilhado pelo jornalista David Aiello, da rádio LFP, a entidade diz que a liga deve fazer uma investigação para "estabelecer o conteúdo exato" do que falou González durante a discussão para determinar se houve ato racista.

Imagens que circulam na internet mostram a discussão entre os jogadores, mas não captam áudios que mostrem o teor do que González disse a Neymar.

Em um vídeo, é possível ouvir Neymar dizer "racismo, não" duas vezes em espanhol ao adversário. No Twitter, o brasileiro disse que foi chamado de "macaco FDP" e questionou o VAR por não pegar o momento em que ele foi insultado pelo adversário.

"Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", afirmou o brasileiro.

O PSG perdeu o jogo por 1 a 0, e Neymar acabou expulso no fim da partida, após uma confusão generalizada em campo, quando agrediu justamente Álvaro González. Após o tumulto, outros quatro atletas também receberam o cartão vermelho da arbitragem.

Esporte