PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Técnico do Ceará foi demitido pelo Inter a um ponto de renovar contrato

Guto Ferreira foi treinador do Inter na campanha da Série B de 2017 e hoje comanda o Ceará - Ricardo Rímoli/AGIF
Guto Ferreira foi treinador do Inter na campanha da Série B de 2017 e hoje comanda o Ceará Imagem: Ricardo Rímoli/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

10/09/2020 04h00

Classificação e Jogos

Guto Ferreira não estará hoje (10) no Beira-Rio. Suspenso, o treinador dará lugar ao auxiliar Alexandre Faganello. Mas o comandante do Ceará não deixa de ter história recente ligado ao Inter, adversário pela nona rodada do Brasileiro a partir das 19h15 (de Brasília). Em 2017, ele comandou o time durante boa parte da Série B e foi demitido a um ponto de confirmar acesso.

Guto foi anunciado como treinador do Inter em 30 de maio de 2017, substituindo Antonio Carlos Zago. O clube apostou no profissional que tinha trajetória ligada à base e aos bastidores do Colorado. Ele já tinha, inclusive, assumido comando da equipe em outros momentos e trabalhado na direção do clube.

A estreia veio na partida contra o Juventude, quatro dias depois, com empate em casa. O treinador comandou o time por 33 partidas naquela temporada, foram 17 vitórias, nove empates e sete derrotas, totalizando aproveitamento de 58,8%.

Entre altos e baixos, conseguiu guiar a equipe aos primeiros lugares na classificação da segunda divisão. Mas a oscilação quando estava prestes a confirmar o retorno à elite custou caro. O Inter ficou quatro jogos sem vencer, sendo três deles em casa. Irritada, a torcida protestou muito ao fim do 1 a 1 contra o Vila Nova-GO e comemorou quando os dirigentes confirmaram a demissão do treinador.

O jogo era considerado "duelo do acesso". Bastava vencer para voltar à primeira divisão. Mas não aconteceu, gerando grande frustração. No embalo da queda, a direção rescindiu com o treinador e evitou que o contrato dele se renovasse automaticamente. Estava previsto que ao confirmar regresso para Série A, o vínculo seria ampliado por mais uma temporada.

Além de mudar o comando, o Inter "se livrou" de uma multa rescisória alta. A prorrogação elevaria a cláusula de rompimento para R$ 1 milhão. Demitindo Guto a um ponto de subir, o Colorado apenas acertou integralmente um mês de salário que restava no vínculo.

Odair Hellmann assumiu interinamente para o duelo seguinte e segurou o placar de 0 a 0 contra o Oeste, fora de casa, para devolver o Inter à elite. Depois, venceu o Guarani em casa, encerrando a única passagem pela Série B da história do clube com o vice-campeonato. Em seguida, o atual técnico do Fluminense foi efetivado e comandou o Inter até outubro do ano passado.

Internacional