PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Reserva, mas importante: Sobis revive roteiro do Inter no Ceará

Rafael Sobis defende o Ceará e revive roteiro do Inter com importância além do campo - Raul Sifuentes/Getty Images
Rafael Sobis defende o Ceará e revive roteiro do Inter com importância além do campo Imagem: Raul Sifuentes/Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

09/09/2020 04h00

Classificação e Jogos

Rafael Sobis estará, amanhã (10), mais uma vez no Beira-Rio como adversário do Inter. Depois de defender o Colorado na temporada passada — e levar alguma mágoa — o atacante volta ao posto de rival. Alternando titularidade e reserva no Ceará, ele vive um cenário não tão distante do que teve no time gaúcho, com importância além do campo.

Sobis contou, em entrevista ao canal de Alê Oliveira, no YouTube, que não gostou da maneira que o Inter agiu em sua despedida. O jogador afirmou que não foi procurado para tratar do contrato, que não seria renovado. A diretoria vermelha garante que a conduta com ele foi a mesma de com todos os atletas do grupo.

Não foi a primeira vez que Sobis transpareceu alguma insatisfação com a forma que aconteceu seu desligamento. Em dezembro, quando participou do Lance de Craque, jogo beneficente organizado por D'Alessandro, ele despistou, sorriu e indicou o que viria a confirmar mais adiante.

Em maio deste ano, em entrevista ao UOL Esporte, Sobis voltou a mostrar mágoa com as coisas que aconteceram na temporada passada e afirmou que a torcida do Tigres, do México, é a que mais gosta dele.

Em 2019, Sobis disputou 46 jogos, marcou seis gols e terminou a temporada como líder de assistências do time com nove. Ainda que tenha sido utilizado com frequência, não era titular do time. Substituía Guerrero, D'Alessandro, Nico López, mas não era presença fixa entre os 11 iniciais da equipe de Odair Hellmann. Foram 22 jogos desde o início.

Sua importância, porém, ia além das quatro linhas. O jogador era visto como guia para os mais jovens e tratava de compartilhar experiências agregadas ao longo dos anos de carreira.

Hoje aos 35 anos, a condição é semelhante no clube nordestino. Ainda que não esteja sempre no time ideal de Guto Ferreira, Sobis é repetidamente citado em entrevistas coletivas como um dos pilares do elenco. O jogador é tratado como líder positivo e exemplo para os atletas que buscam espaço no cenário nacional. Ao todo, são 28 jogos e cinco gols até agora, sendo 17 desde o início.

No Alvinegro a concorrência ficou ainda mais forte com o crescimento de Cleber e o bom rendimento de Vina e Fernando Sobral. Nesta quinta-feira, poderá começar jogando na vaga do suspenso Leandro Carvalho.

Segundo o próprio, não haverá nova passagem pelo Inter. Sobis se aproxima do fim da carreira e não trabalha com a pretensão de voltar a jogar pelo clube de Porto Alegre. Amanhã, também poderá estar em uma das últimas aparições no estádio onde conquistou tantos títulos e pisando no gramado que correu segurando a bandeira do clube vibrando com as conquistas da Libertadores de 2006 e 2010.

Internacional