PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

'Cruzeiro vive pior situação de um grande que já vi', diz Fabíola Andrade

Fabíola Andrade, comentarista do SporTV - Reprodução/SporTV
Fabíola Andrade, comentarista do SporTV Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/09/2020 11h10

Classificação e Jogos

Comentarista e repórter do Grupo Globo, Fabíola Andrade se disse impressionada com a situação do Cruzeiro, que está na zona de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro e demitiu o treinador Enderson Moreira, após empate em casa com o CRB na última rodada. O clube mineiro acertou a contratação de Ney Franco para a sequência da competição.

"Eu fico imaginando os dirigentes das duas últimas gestões, que fizeram isso com o Cruzeiro, eu fico imaginando se eles dormem à noite. Sinceramente, eu fico impressionada como eles conseguiram deixar o Cruzeiro nessa situação. É de longe a pior situação de um time grande que eu já vi no Brasil. Mesmo o Vasco tendo caído três vezes, o Cruzeiro parece que só está piorando com o tempo", disse a comentarista em participação no "SporTV News".

A jornalista avaliou que a contratação de Ney Franco é mais uma mostra da perda de poder do Cruzeiro, pois, segundo Fabíola Andrade, o treinador não pertence à 'prateleira' dos melhores de sua profissão do Brasil, em que o time mineiro costumava buscar seus técnicos.

"E, com todo respeito ao Ney Franco, ele não está em uma primeira prateleira de treinadores do Brasil. O Cruzeiro ficou com o Ney Franco porque não tinha como contratar outro. É o que dava para pagar", continuou.

O comentarista André Loffredo, também presente na atração, ponderou que o trabalho no Cruzeiro será o maior desafio da carreira de Ney Franco, já que ele terá sobre si a a expectativa da obrigação de conseguir o acesso.

"É um trabalho dos mais difíceis da carreira do Ney Franco, talvez o mais difícil. Ele tem trabalhos em dificuldade em que se deu bem, mas outros em que não foi tão bem. Ele subiu com Coritiba e Goiás, mas é diferente. A expectativa com estes times é disputar o acesso, mas sabendo que isso pode não acontecer. No Cruzeiro, não deveria não poder acontecer - e tem chance", disse André Loffredo.

Com oito jogos, o Cruzeiro tem cinco pontos na Série B do Campeonato Brasileiro e ocupa a 17ª colocação da competição. Sampaio Corrêa e CSA, que também estão na zona de rebaixamento, com quatro pontos, têm dois jogos a menos que o time mineiro.

UOL Esporte vê TV