PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Bastidores: Bota questiona se críticas de Autuori 'explicam' erros do VAR

O tecnico Paulo Autuori tem postura crítica à políticas da CBF para o futebol brasileiro - Robson Mafra/AGIF
O tecnico Paulo Autuori tem postura crítica à políticas da CBF para o futebol brasileiro Imagem: Robson Mafra/AGIF

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

31/08/2020 12h00

Classificação e Jogos

O Botafogo está revoltado com a arbitragem e julga ter sido prejudicado nos últimos cinco jogos contra Internacional, Paraná, Flamengo, Atlético-MG e Fortaleza. O presidente Nelson Mufarrej já prometeu entrar com uma representação na CBF.

Segundo apuração do UOL Esporte, o Alvinegro, inclusive, questiona se os erros não teriam ligação com as frequentes críticas feitas pelo técnico Paulo Autuori a entidade. A diretoria entende que no mínimo há uma má vontade com o Botafogo e, nesse ponto, há um contexto mais amplo e que se estende também à atuação de parte da imprensa.

Contra o Fortaleza o Botafogo reclama de pênalti em Bruno Nazário. Diante do Atlético-MG, o time teve um gol anulado após toque de mão de Babi, mas a bola já havia desviado antes também na mão do adversário. No jogo seguinte, o VAR não expulsou Matheuzinho, do Flamengo, após dura entrada em Caio Alexandre. E também houve invasão do oponente na cobrança de pênalti de Gabigol.

Na Copa do Brasil, sem VAR, a reclamação foi de um pênalti não marcado em Kevin e um toque de mão no gol do Paraná. Por fim, na última rodada, a revolta foi no segundo gol anulado, quando a arbitragem marcou falta de Babi na origem do lance, além de pênalti não assinalado em Marcelo Benevenuto, agarrado por Rodrigo Lindoso.

Botafogo