PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Mecenas do Cruzeiro dispara contra Enderson Moreira: "mandava embora hoje"

Patrocinador do Cruzeiro prometeu cobrar o presidente Sérgio Santos Rodrigues - Gustavo Aleixo/Divulgação/Cruzeiro
Patrocinador do Cruzeiro prometeu cobrar o presidente Sérgio Santos Rodrigues Imagem: Gustavo Aleixo/Divulgação/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

29/08/2020 22h04

Conselheiro, parceiro e patrocinador do Cruzeiro, Pedro Lourenço, ou "Pedrinho do Supermercados BH" deu uma declaração forte nessa noite de sábado, minutos após o time celeste perder de 2 a 1 o clássico para o América-MG no Mineirão. Pedrinho foi favorável à saída do técnico Enderson Moreira já ao fim desta sexta rodada da Série B.

"Nós, que somos cruzeirense, temos que correr atrás, tomar atitude. Vou cobrar ele (Sérgio Rodrigues, presidente do Cruzeiro), vou ligar para ele, e tem que tomar atitude. Eu o apoiei e não vou deixar de apoiar. Não sou o presidente. Se eu fosse o presidente, eu mandava o técnico e a comissão técnica embora hoje. Não era amanhã, era hoje. O time tem que tomar atitude. Esse lenga lenga não tem como continuar, não. Nós estamos perdendo jogo, o cara tira meio de campo, tira atacante. Como vai empatar se não tem atacante? Mandaria embora hoje. Não sobraria um", disse o empresário, em entrevista à Rádio Super.

"Lá (no Cruzeiro) não tem dinheiro, você tem que ajudar. Tem que fazer patrocínio para daqui a um ano... Aí vê um time desse jogando, isso dá vergonha na gente. Não tem um esquema de jogo, não tem nada. Tem que ter pelo menos um esquema de jogo, eu não tenho nada contra o Enderson Moreira, vi ele uma vez só, mas é muito fraco", acrescentou.

No primeiro tempo no Mineirão, o Cruzeiro sequer ameaçou a meta do rival e foi facilmente controlado pelo América-MG, que fez dois gols sem dificuldades. Na etapa final, a equipe celeste mostrou mais apetite, mas seguiu sem criatividade para fazer boas jogadas. O gol de falta de Arthur Caíke acabou sendo um achado para o Cruzeiro na partida, mas o time não teve forças suficientes para fazer mais que isso e empatar o clássico.

Cruzeiro