PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Barcelona sabia desde julho que Messi deseja sair, diz jornal

Lionel Messi lamenta um dos gols sofridos pelo Barcelona contra o Bayern, em jogo da Liga dos Campeões - Michael Regan - UEFA
Lionel Messi lamenta um dos gols sofridos pelo Barcelona contra o Bayern, em jogo da Liga dos Campeões Imagem: Michael Regan - UEFA

Do UOL, em São Paulo

29/08/2020 16h14

Apesar de o documento recebido pelo Barcelona comunicando ao clube que Messi deseja ser negociado ter caído como uma bomba no mundo do futebol, esta surpresa pode sequer ter existido para os dirigentes do clube azulgrená.

Segundo o jornal Marca, da Espanha, essa mensagem já havia sido comunicada aos catalães de maneira informal pelo menos um mês e meio antes, ainda no início de julho.

Portanto, o já famoso Burofax foi mais um resguardo para uma possível disputa judicial que de fato um anúncio.

Enquanto o staff de Messi acredita que pode exercer a cláusula de saída unilateral prevista em contrato, já que o final da temporada foi adiado em virtude da pandemia, o Barcelona tem certeza que esse termo perdeu a validade no dia 10 de junho.

Primeira batalha

Apesar de ter a intenção de deixar o clube em um acordo de cavalheiros, Messi demonstrou que, se necessário, poderá entrar em rota de colisão com a cúpula do Barcelona, já que o camisa 10 se recusou a comparecer aos testes de covid que o elenco do clube realizará amanhã (30).

O Barcelona ainda se mostra irredutível na intenção de só negociar com Messi se o assunto for a renovação de seu contrato com o clube, cenário praticamente fora de cogitação.

Caso a situação seja decidida judicialmente, a Fifa diz que o jogador poderia atuar por um novo clube portanto um CTI (Certificado de Transferência Provisória). Entretanto, se ao final do julgamento a entidade der ganho de causa ao clube catalão, o novo time de Messi teria que arcar com uma multa pesada.

Relembre reclamações de Messi em julho após Barça perder Campeonato Espanhol:

Futebol