PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que Atlético-MG topa vender Guga ao Flamengo, mesmo com Sampaoli contra

Guga, lateral direito do Atlético-MG, está na mira do Flamengo no mercado da bola - Bruno Cantini/Atlético-MG
Guga, lateral direito do Atlético-MG, está na mira do Flamengo no mercado da bola Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Léo Burlá e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro

25/08/2020 04h00

Receoso pelo enfraquecimento do elenco, Jorge Sampaoli é contrário à saída de jogadores, sobretudo para um rival do mesmo país. A posição do técnico ficou clara para o departamento de futebol do Atlético-MG desde o início de seu compromisso, firmado em março passado. Em que pese a firmeza na ideia do argentino, a diretoria aceita negociar Guga com o Flamengo e já o informou sobre a necessidade de engordar o caixa.

Com dificuldades financeiras para manter as contas em dia, os mineiros precisam negociar atletas no mercado da bola e não descartam a possibilidade de acordo com um clube do Brasil, especialmente com o Rubro-Negro. A pedida é de 5 milhões de euros (R$ 33,08 milhões na cotação atual) pela totalidade dos direitos econômicos do jogador, que já sabe do interesse.

Detentor de 75% dos direitos de Guga, o Atlético-MG esteve perto de vendê-lo ao Spartak Moscou, da Rússia, por 4,5 milhões de euros (R$ 29,77 milhões). Alguns entraves impediram o desfecho positivo das tratativas, e o atleta de 21 anos permanece na Cidade do Galo. Ele tem contrato com o clube até 31 de dezembro de 2023. O Avaí, seu ex-time, é dono de 25% dos direitos.

Após contratar Isla, o Fla resolveu seu problema mais emergencial por conta da saída de Rafinha. Com o chileno já apresentado e integrado ao elenco, a direção mapeia as possibilidades e tem o atleticano na mira. Agora, o Fla prepara uma investida mais robusta para fortalecer ainda mais o setor.

Na coletiva de apresentação do chileno, o vice de futebol Marcos Braz já nem escondeu sua admiração por Guga. Questionado sobre o interesse, o dirigente não negou e foi só elogios ao jovem do Galo.

"Eu gosto desse jogador, mas é um jogador caro. Gosto do jogador e da história dele. É novo e terá uma história bonita no futebol", disse Braz, que completou:

"O Flamengo já vinha analisando esse setor, precisou se apressar para fazer a recomposição após a saída do Rafinha. A gente conseguiu isso com grandeza e nossa função é analisar para contratar os melhores para todas as posições. A gente pode perder o Isla para algumas convocações e, na hora certa, a gente vai conseguir fazer uma outra contratação."

Além do aspecto técnico, pesa a favor de Guga o fato de ele ser torcedor do Flamengo. Após a final da Libertadores, o lateral postou um vídeo comemorando a vitória por 2 a 1 sobre o River Plate e gerou enorme descontentamento no Alvinegro. Na ocasião, o jogador foi multado e teve de encarar a fúria da torcida. Agora, ele entrou de vez na mira rubro-negra e pode vestir a camisa do clube de infância.

Futebol