PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Com relação desgastada, Pato pode não jogar mais com Diniz no São Paulo

Alexandre Pato, do São Paulo - Bruno Ulivieri/AGIF
Alexandre Pato, do São Paulo Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

José Eduardo Martins e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

18/08/2020 20h37

O clima no São Paulo está quente. Segundo apurou o UOL Esporte, chegou ao limite do desgaste a relação entre o técnico Fernando Diniz e Alexandre Pato, que havia ficado fora da equipe titular nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Já na preparação para o jogo com o Vasco, o treinador detectou que o comportamento do atacante não condizia com o momento do time, e integrantes do departamento de futebol acreditam que, talvez, o jogador não jogue mais na equipe do treinador, caso ele não tenha uma mudança significativa em sua conduta.

O Tricolor paulista volta a atuar nesta quinta-feira (20), no Morumbi, contra o Bahia. O comandante era um dos principais entusiastas do atacante — em diversas oportunidades chegou até a apontá-lo como o mais talentoso do elenco. Mas, após o paralisação de quatro meses nas competições por causa da pandemia do novo coronavírus, o jogador não rendeu mais o esperado, e perdeu espaço.

A postura dele nos treinos de sexta e sábado, por exemplo, ajudou a deixá-lo longe da equipe na derrota para o Vasco, no último domingo. Já para o confronto, ele nem sequer se candidatou ao time e, por isso, virou a última opção — sendo que nem de longe era visto como tal. O treinador esperava que o camisa 7 reagisse de outra maneira após e eliminação do time no Paulistão e a reserva. O jogador, porém, se mostrou mais aéreo e longe da realidade da equipe.

Ainda de acordo com a apuração da reportagem, o Atlético-MG chegou a sondar, via Jorge Sampaoli, a situação do jogador. Após a lesão de Guerrero, o Internacional também consultou as bases do atacante. No entanto, nenhum dos dois clubes nem sequer abriu negociação para contratá-lo. Os salários do camisa 7 são considerados altos para o padrão do mercado da bola.

A repercussão do "racha" entre Diniz e Pato foi grande nos bastidores do clube. No Morumbi, surgiram rumores de que o atacante estaria disposto, inclusive, a rescindir o seu contrato. No entanto, tal informação não foi confirmada pelo UOL Esporte em contato com fontes próximas à diretoria de futebol.

Pato tem vínculo com o Tricolor paulista até 31 de dezembro de 2022. O jogador até estaria disposto a trabalhar para voltar a buscar o seu espaço no São Paulo. No entanto, terá de voltar a ganhar a confiança de Diniz para tanto.

São Paulo