PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro vence a terceira seguida e soma "primeiros pontos" na Série B

Jogadores do Cruzeiro comemoram gol diante do Figueirense - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Jogadores do Cruzeiro comemoram gol diante do Figueirense Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Do UOL, em São Paulo

16/08/2020 17h54

Três jogos e três vitórias. Esse é o retrospecto do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro da Série B após o triunfo por 1 a 0 contra o Figueirense, em partida realizada neste domingo (16) no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Na tabela, porém, apenas três pontos, já que os mineiros começaram o torneio com seis pontos de punição na Fifa.

O único gol da partida foi marcado pelo jovem Maurício, que não teve um grande desempenho mas foi preciso no chute de fora da área na reta final do primeiro tempo.

Na próxima rodada, a Raposa enfrenta em casa mais uma equipe catarinense, desta vez a Chapecoense, enquanto o Figueira encara fora de casa o Sampaio Corrêa. Os dois jogos são válidos pela quarta rodada do torneio da segunda divisão.

"Primeiros Pontos"

Apesar de ter vencido anteriormente as duas partidas que jogou pela Série B em 2020, o time mineiro estava com 0 ponto na tabela de classificação devido à punição sofrida por não pagar no tempo estipulado o empréstimo do volante Denílson ao Al Wahda, que tirou seis pontos do clube mesmo antes do torneio. Com o resultado de hoje, o Cruzeiro soma seus primeiros pontos na competição nacional.

Início de respeito

O triunfo sobre o Figueirense é o sexto triunfo seguido do comandante Enderson Moreia na Raposa. Desde que chegou ao Cruzeiro, são seis jogos e seis vitórias, aproveitamento de 100%, igualando Adilson Batista e Levir Culpi como melhores inícios como treinador no time neste século.

Ainda sem vitória

Com o resultado deste domingo, a equipe de Santa Catarina continua sem vencer na Série B. Nos dois jogos anteriores, o Figueirense perdeu para o Operário por 3 a 1 na estreia e empatou sem gols contra o Vitória na segunda rodada.

O Melhor: Régis

O jogador do Cruzeiro foi um dos poucos em toda a partida que conseguiu criar alguma coisa diferente, seja com a bola ou sem ela. Rápido e inteligente nas tomadas de decisão, o camisa 10 do time mineiro foi quem começou a jogada que originou o gol de Maurício, na reta final do primeiro tempo e foi o destaque, mesmo sendo substituído na segunda etapa.

O Pior: Marquinho

Em um confronto equilibrado e fraco tecnicamente, perder as raras chances se tornam peças-chave para definir o resultado. Por isso, as diversas oportunidades perdidas pelo meia do clube catarinense foram fundamentais para mais um tropeço do Figueirense nesse Campeonato Brasileiro da Série B.

Atuação do Figueirense

Mesmo enfrentando o principal time desta edição da Série B, o Figueira foi valente e não teve receio de jogar de maneira ofensiva. Apesar da falta de qualidade no ataque, o time sabia extrair uma boa jogada quando tinha a bola no campo ofensivo, principalmente na bola parada com o experiente meia Marquinho.

Atuação do Cruzeiro

O time comandado pelo técnico Enderson Moreira teve muita dificuldade em se livrar da forte marcação dos mandantes e os jogadores de ataque tiveram um desempenho abaixo do esperado. Porém o gol no final do primeiro tempo foi fundamental para que a equipe tivesse tranquilidade para segurar o resultado até o final.

História do Jogo

A partida começou com as duas equipes impondo intensidade, mas a falta de qualidade principalmente no meio campo fez com que o jogo tivesse raras chances de gol, de ambos os lados. Como consequência, a saída era "abusar" das bolas aéreas e nas jogadas de fundo com os laterais.

A melhor oportunidade até os 25 minutos foi em cobrança de escanteio a favor dos donos da casa, quando o defensor Alemão subiu sozinho na pequena área e cabeceou bem perto do travessão da meta defendida pelo goleiro Fábio.

Quando tudo indicava que os dois times iriam para o intervalo com o placar de 0 a 0, a Raposa conseguiu abrir o marcador após excelente chute de fora da área do garoto Maurício, que aproveitou a sobra após confusão e "bate-rebate" dentro da área.

Já o segundo tempo foi marcado por mais marcação e menos qualidade. O Figueirense continuou tendo algumas chances reais de estufar as redes do Cruzeiro, porém a falta de pontaria impediu que isso acontecesse.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 0 X 1 CRUZEIRO

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B - 3ª rodada
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 16/08/2020
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Tiago Gomes da Silva (GO) e Hugo Sávio Xavier Corrêa (GO)
Cartões amarelos: Patrick e Brunetti (Figueirense), Jadsom Silva e Ariel Cabral (Cruzeiro)
Gol: Maurício, aos 45 minutos do primeiro tempo

FIGUEIRENSE: Sidão; Lucas, Alemão, Pereira e Brunetti (Gabriel Lima); Patrick (Elyeser), Geovane e Marquinho; Everton Santos (Lucas Henrique), Keké (Arouca) e Diego Gonçalves. Técnico: Raul Cabral

CRUZEIRO: Fábio; Raúl Cáceres, Léo, Cacá (Marllon) e Patrick; Ariel Cabral, Jadsom Silva (Machado), Maurício (João Lucas) e Régis (Claudinho); Stênio (Tiago) e Marcelo Morena. Técnico: Enderson Moreira

Futebol