PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Natel vence Marco Aurélio Cunha e será candidato a presidência no São Paulo

Marco Aurélio Cunha e Roberto Natel - Divulgação
Marco Aurélio Cunha e Roberto Natel Imagem: Divulgação

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

15/08/2020 14h19Atualizada em 15/08/2020 15h19

Classificação e Jogos

Roberto Natel será o candidato da oposição na eleição para presidente do São Paulo. Ele venceu Marco Aurélio Cunha, em convenção virtual realizada na tarde de hoje (15), com 60% dos votos.

Os dois já tinham disputado o primeiro turno, que ocorreu entre a madrugada e a manhã - Natel e MAC avançaram à decisão, depois de vencerem Sylvio de Barros. Os dois finalistas já anunciaram o resultado, e Marco Aurélio deu seu apoio ao escolhido pela chapa "Resgate Tricolor".

"Nós do 'Regaste Tricolor' anunciamos o resultado, o Roberto (Natel) teve 60% da votação, eu tive 40% da votação. Cumprimento o vencedor, desejo toda a sorte e que a gente possa reconstruir o São Paulo. Estarei disponível no que for necessário e que a gente reconquiste o que o São Paulo sempre foi. Boa sorte, Roberto. Fiz minha parte, agradeço a quem confiou em mim e que agora passe a confiar no Roberto", afirmou Marco Aurélio.

"Obrigado aos conselheiros que votaram, a todos que participaram. Agradecer ao MAC, um homem forte no São Paulo Futebol Clube. Espero que o MAC esteja comigo lá na frente, quero conversar com você, para juntos a gente fazer o são-paulino voltar a sorrir", acrescentou Roberto Natel, vencedor da disputa.

Natel vai disputar a eleição presidencial marcada para dezembro, ainda sem dia definido. Ele será o rival de Julio Casares, da chapa "Juntos pelo São Paulo". De acordo com o estatuto do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, não pode concorrer à reeleição. O dirigente vai se manter neutro no processo eleitoral.

Indicação de vitalícios mostra vantagem de Casares

Houve hoje (15) uma reunião extraordinária do Conselho Consultivo do São Paulo, em que foram indicados 26 nomes para a eleição de conselheiros vitalícios do clube. O grupo foi amplamente dominado por integrantes da chapa de Casares: 24, contra apenas 2 dos políticos ligados a Roberto Natel - eles vão disputar dez vagas. Esta é uma primeira etapa de seleção, mas serve como indicativo da força do candidato do grupo "Juntos pelo São Paulo". A eleição presidencial no clube é feita a partir dos votos de seu Conselho Deliberativo.

São Paulo