PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "Neymar joga muito, é decisivo, mas em alguns momentos não é adulto"

Do UOL, em São Paulo

14/08/2020 18h36

Moicano, caixa de som e óculos Juliet fora de campo. Dentro de campo, uma atuação decisiva com participação fundamental na vitória que definiu a classificação do Paris Saint-Germain para as semifinais da Liga dos Campeões com a virada por 2 a 1 sobre a Atalanta. Neymar realmente atingiu a maturidade que dele se espera com a camisa do clube francês? Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira elogiam a atuação do jogador, mas discordam do termo "adulto Ney".

No podcast Posse de Bola #47, Mauro Cezar Pereira afirma que o atacante brasileiro é sim um jogador decisivo e já deu mostras disso diversas vezes, mas questiona algumas atitudes dele em campo, com muitas reclamações, ponto que considera ainda falho em termos de maturidade.

"Não gostei de um certo destempero em alguns momentos, reclamando muito, que eu acho que se ele quiser ser liderança técnica, ele tem que moderar um pouco os nervos, ele tem que comandar os companheiros e mantê-los calmos, não ficar reclamando que nem o garoto da pelada que quer a bola para ele e aí quando toma o gol, 'dá em mim que eu resolvo', isso é coisa de criança. Por isso que eu discordo desse tal de adulto Ney", diz Mauro.

"Ele joga para caramba, ele já decidiu Libertadores, já decidiu Liga dos Campeões, foi melhor que o Messi em vários momentos daquela Liga dos Campeões de 2015, até acho que ele foi o maior destaque, fez gol em final, era Messi, Neymar e Suarez, foi o auge dos três juntos, mas eu acho que ele ainda tem alguns momentos em que ele não é adulto, esses momentos em que fica esbravejando, reclamando, não é isso o que se espera dele. Agora, acho que ele procurou o jogo a partida inteira e muitas vezes sozinho por falta de companhia naquele time que estava em campo", completa.

Mas para o jogo contra o RB Leipzig, Mauro acredita que apenas Neymar não deve bastar, o Paris Saint-Germain também precisará mais de um jogo coletivo devido à qualidade do time alemão para não passar o mesmo aperto que teve contra a Atalanta.

"O PSG contra o RB Leipzig eu imagino que vai ter dificuldades se não for um jogo coletivo mais consistente. O Di Maria volta, estava suspenso, já deve melhorar um pouquinho as coisas para o Neymar. Adulto acho que ainda não, mas ele sempre foi decisivo em Libertadores, Liga dos Campeões, já foi decisivo, ele sabe resolver jogo grande, já fracassou em alguns momentos, brilhou em outros, se ele for campeão da Champions League e for a estrela desses últimos jogos, eu não acho que vai ser nada surpreendente porque o Neymar tem qualidade de sobra para isso", completa.

Juca Kfouri vê exagero nos elogios a Neymar

A atuação de Neymar na vitória pela Liga dos Campeões contra a Atalanta rendeu uma onda de elogios ao jogador, que chegou a ser citado como brasileiro mais decisivo na história do futebol europeu, declarações que Juca Kfouri discorda. Ele ainda lembra que na atuação de destaque, o brasileiro ainda perdeu gols que poderiam ter custado a classificação do PSG.

"Ele sequer é o melhor brasileiro que jogou no Paris Saint-Germain até agora, ainda é o Raí. De fato ele fez uma bela partida contra a Atalanta, mas perdeu dois gols que, se a Atalanta tivesse se classificado, o que teria sido absolutamente normal, ele estaria sendo expulso de Paris. E o adulto Neymar revelou-se ansiosíssimo nos gols que perdeu, revelou-se o garoto Neymar. Eu acho que ele foi o melhor jogador em campo, jogou uma barbaridade, sem dúvida alguma, mas um jogador que queira ser o melhor do mundo não pode perder os dois gols que perdeu numa partida de mata. Não pode", diz Juca.

"Eu acho que está muita papagaiada em torno do Neymar, embora eu torça para que ele de fato vire o protagonista dessas finais da Liga dos Campeões, mas acho que não será ele", conclui.

Futebol