PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Jô supera marca de 2017 e desponta para artilharia do século no Corinthians

Jô celebra gol pelo Corinthians contra o Atlético-MG, o terceiro depois do seu retorno ao clube paulista - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Jô celebra gol pelo Corinthians contra o Atlético-MG, o terceiro depois do seu retorno ao clube paulista Imagem: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

14/08/2020 04h00

Três gols em cinco jogos após o retorno ao Corinthians dão a Jô um começo melhor do que na temporada 2017, quando foi artilheiro do Brasileirão e comandou o time em dois títulos. O início promissor, mesmo longe das condições físicas ideais, ainda colocam o atacante na rota para bater uma marca importante no clube alvinegro.

Ao marcar contra Red Bull Bragantino, Palmeiras e Atlético-MG neste retorno, Jô agora está a nove gols de Dentinho, o artilheiro corintiano no século. O atacante que hoje defende o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, soma 55 gols, contra 46 do atual camisa 77 da equipe.


Antes, Jô precisa superar quatro artilheiros do Corinthians nos últimos anos: Guerrero (54 gols), Gil (53), Liedson (50) e Jadson (50). Ao marcar contra o Atlético-MG na última quarta-feira, na derrota por 3 a 2 no Mineirão, o atacante igualou a marca de Tevez.

Na segunda passagem pelo Corinthians, em 2017, Jô foi às redes duas vezes nos primeiros cinco jogos e chegou a perder um pênalti na derrota por 2 a 0 para o Santo André. A redenção do jogador começou justamente na quinta partida, contra o Palmeiras, quando deu a vitória à equipe corintiana nos minutos finais.

A temporada 2017 acabou marcada pelo alto rendimento de Jô. O atacante fez 25 gols ao longo do ano e foi fundamental para as conquistas dos títulos paulista e brasileiro, sob comando de Fábio Carille.

De volta ao clube que o revelou, Jô tem apresentado dificuldades na movimentação, fruto do longo período de inatividade — o último jogo dele antes da reestreia pelo Corinthians foi disputado em dezembro, com a camisa do Nagoya Grampus, do Japão.

Apesar da nítida falta de ritmo, Jô ainda se mostra importante em dois aspectos: presença de área, como nos gols contra Red Bull Bragantino e Atlético-MG, e nas jogadas de pivô. Foi dele o passe de calcanhar para Araos também ir às redes no Mineirão.

Artilheiros do Corinthians no século*

Dentinho 55 gols em 187 jogos
Guerrero 54 gols em 130 jogos
Gil 53 gols em 241 jogos
Liedson 50 gols em 111 jogos
Jadson 50 gols em 245 jogos
Tevez 46 gols em 78 jogos
Jô 46 gols em 184 jogos

* Números obtidos no Almanaque do Timão, de Celso Unzelte

Corinthians