PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Romildo Bolzan diz que Robinho era 'sonho antigo': "Negócio excepcional"

Alessandra Torres/AGIF
Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

11/08/2020 20h05

Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, disse que a contratação de Robinho era um desejo antigo do clube. Hoje, horas depois de o meia-atacante ser anunciado como reforço, o dirigente declarou que a negociação é 'excepcional' pelas condições. Livre no mercado da bola depois de conseguir rescisão do Cruzeiro na Justiça, o jogador assinou até o final da temporada.

Aos 32 anos, Robinho tinha nome avaliado pelo clube desde o início do ano. Pela situação do Cruzeiro. Com a rescisão, o caminho foi aberto para o acerto. A admiração interna no Grêmio é ainda mais antiga.

"É um atleta que a gente já monitorava desde os tempos do Coritiba. Depois foi ao Palmeiras, ao Cruzeiro. Tem extrema qualidade, dedicação, entregue ao jogo de maneira muito diferente. Lamentavelmente teve lesão importante ano passado, mas está em processo de recuperação, se desvinculou do Cruzeiro. Estamos fazendo um negócio que para nós é excepcional, do ponto de vista do vínculo. E é interessante aos jogador, que vai jogar em um clube que vai disputar tudo este nao. E tem todas condições de voltar a jogar aquele exuberante futebol que jogou a vida inteira", disse Bolzan em entrevista à Grêmio TV.

Além de Robinho, o Grêmio negocia a contratação de Everton. O meia-atacante está sendo envolvido em troca por Luciano com o São Paulo.

Adeus, Cebolinha

O presidente gremista também falou sobre a saída de Everton Cebolinha. O jogador foi autorizado a viajar rumo a Portugal e embarca na quarta-feira para se apresentar ao Benfica. O Grêmio ficará com 65% dos 20 milhões de euros (mais de R$ 120 milhões na cotação atual) do negócio.

"Acabou sendo uma situação que contemplou a nós, ao jogador. Havia expectativa enorme. Vamos dizer assim, estamos com atraso de três janelas (risos). Sempre foi importante no Grêmio, se consolidou como grande jogador brasileiro e sul-americano. Estava chegando a hora. Se não pudemos fazer o melhor negócio ali atrás e nem o jogador, vamos dizer que a vida anda. Só temos a agradecer ao Cebola por tudo que ele fez. Importante participação em títulos, no clube. Deixa um importante legado. Desejamos a ele o maior sucesso do mundo. E o Grêmio continua. Tem aí o Pepê, vamos trazer outros jogadores. Tudo isso faz parte das reposições que vamos fazer. É um grêmio que se renova, que está atento para ter ambiente competitivo e de qualidade", afirmou Romildo Bolzan Jr., presidente gremista.

Futebol