PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Zé Rafael: 'Conquista ajuda o Palmeiras a espantar fantasmas do mata-mata'

Zé Rafael, jogador do Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Zé Rafael, jogador do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/08/2020 20h02

Classificação e Jogos

O meia-atacante Zé Rafael, do Palmeiras, admitiu que o clube vinha enfrentando um 'fantasma' em duelos mata-mata nos últimos anos. O jogador acredita que o clima de insegurança entre torcedores e jogadores nos últimos confrontos deste tipo da equipe deve ser espantado com o triunfo sobre o Corinthians.

"Torcida, clube, atletas entravam em alguns jogos com insegurança pela falta de bom desempenho em outros mata-matas. Os jogadores conseguem sentir em campo o que a torcida passa também e tinha essa carga negativa. Acredito que essa conquista ajude a gente a espantar esses 'fantasmas'", declarou o jogador, em entrevista ao "Expediente Futebol", do Fox Sports, hoje.

Zé Rafael comentou as críticas da imprensa e da torcida palmeirense ao setor de meio-campo - e ao jogadores dessa posição -, atribuindo a visão negativa sobre alguns jogadores à falta de sequência no time.

"Muitos torcedores e comentaristas têm feito essa pergunta, sobre os meias do Palmeiras. Acho que todos do elenco do Palmeiras são muito capacitados e fizeram ótimos trabalhos em outros times. Acho que a cobrança aqui é maior e não tem tanta sequência. Não acho que é falta de qualidade ou de vontade", explicou.

"Todos sabemos que tem que estar bem para jogar do Palmeiras. Por ter tantos atletas de qualidade e o meio-campo não ter encaixado ainda, os jogadores estão rodando e acaba prejudicando a visão da torcida e da imprensa sobre alguns jogadores", complementou Zé Rafael.

Na opinião do atleta, o Palmeiras ainda não atingiu todo seu potencial após o retorno do futebol. O jogador, no entanto, acredita que o time fez o que era mais importante até agora: conquistar o Campeonato Paulista.

"Nosso futebol ainda não é o melhor que podemos apresentar. Mas acho que não tínhamos que jogar bem as finais, tínhamos que ganhar. Jogar bem é legal, mas não vale nada se não ganhar. (...) Tenho certeza que nossa equipe vai evoluir ao longo do Campeonato Brasileiro. Jogamos poucas vezes ainda", completou.

UOL Esporte vê TV