PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões 2019/2020

Times da quartas da Champions somam 11 resultados positivos para Covid

Troféu da Liga dos Campeões da Europa durante sorteio da fase preliminar da edição 2020-21 - Harold Cunningham/UEFA
Troféu da Liga dos Campeões da Europa durante sorteio da fase preliminar da edição 2020-21 Imagem: Harold Cunningham/UEFA

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 04h00

O Atlético de Madri confirmou hoje (9) o resultado positivo para Covid em dois jogadores do seu elenco. O anúncio foi feito poucos dias antes do começo das quartas de final da Champions League. Todos os jogos a partir desta fase serão em Lisboa, Portugal.

O time espanhol não é o único entre os oito times que disputarão a "Super Champions" - como ficou conhecida por conta do formato especial, com campo neutro e jogo único -, com histórico de resultados positivos para o novo coronavírus entre os jogadores.

Ao todo, 11 jogadores de quatro times presentes nas quartas de final testaram positivo para o Covid-19 em algum momento desde o começo da pandemia. Entre os times que ainda estão na competição, somente o Atlético de Madrid está com jogador em quarentena atualmente.

A maior quantidade de infectados foi no Barcelona. Em junho, uma rádio espanhola divulgou que cinco jogadores da equipe catalã tiveram resultados positivos em seus exames antes do retorno aos treinos, todos assintomáticos. Além deles, dois membros da comissão técnica também haviam sido infectados.

Também em junho, o Paris Saint-Germain confirmou que três jogadores e um funcionário testaram positivo, todos já recuperados. O nome de nenhum dos jogadores infectados foi divulgado pelo clube.

Um dos poucos casos que tiveram o nome divulgado e pode ser acompanhado pelo público foi do goleiro da Atalanta. Marco Sportiello foi infectado no final de março, período de pico da doença na Itália e teve sintomas leves.

Segundo os jornais europeus, a partida entre Atalanta e Valencia, disputada em fevereiro em Milão, pode ter contribuído pela propagação do novo coronavírus na Itália. Milão, local da partida, e Bérgamo, cidade do Atalanta, foram os epicentros do vírus no país.

O jogo de volta, na Espanha, foi disputado sem torcida. O técnico da Atalanta, Gian Piero Gasparini, também foi infectado e afirma ter contraído o vírus nesta partida.

O Manchester City é um dos times que não teve nenhum caso positivo para Covid. O Real Madrid, que foi eliminado pelo City nas oitavas de final, teve um caso confirmado poucos dias antes do jogo de volta na Inglaterra. Desde já, a UEFA confirmou que o positivo do atacante Mariano Diaz não alteraria a programação da partida.

Uma das poucas incógnitas a respeito de positivo ou não envolve os dois times alemães na disputa, Bayern de Munique e RB Leipzig. Isso porque a Bundesliga não divulgou quais times tiveram casos confirmados, nem se foram entre jogadores ou outros funcionários. Em maio, a liga alemã havia confirmado 10 resultados positivos entre os times das duas principais divisões do país.

A bola começa a rolar pelas quartas de final da Liga dos Campeões a partir de quarta-feira (12) com a partida entre Atalanta e PSG, no Estádio da Luz, em Lisboa. A final da Champions está marcada para o dia 23 de agosto (domingo), no mesmo estádio.