PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tiago Nunes não terá reforços no Brasileirão e precisa acertar ataque

Tiago Nunes em ação à beira do campo durante duelo do Corinthians na reta final do Campeonato Paulista - Rodrigo Coca/Corinthians
Tiago Nunes em ação à beira do campo durante duelo do Corinthians na reta final do Campeonato Paulista Imagem: Rodrigo Coca/Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/08/2020 04h00

O Corinthians inicia o Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, diante do Atlético-MG, em Belo Horizonte, com o mesmo time que chegou a decisão do Campeonato Paulista. Segundo apurou o UOL Esporte, o técnico Tiago Nunes não receberá reforços para a disputa da competição nacional.

A diretoria está convicta que não gastará mais no mercado da bola. Com isso, Tiago Nunes precisa acertar o Corinthians com o que tem no elenco atual.

A reta final do Estadual mostrou que o time de Tiago Nunes carece de um atacante de profundidade que atue pelos lados. O time se mostrou bastante previsível e "refém" dos volantes e do lateral-direito Fagner para armar jogadas de ataque. Com isso, Tiago terá que consertar o setor internamente.

O treinador terminou o Paulistão com o meia Mateus Vital atuando aberto do lado esquerdo. No entanto, o ex-atleta do Vasco costuma cortar as jogadas por dentro e quase não vai a linha de fundo. Vale ressaltar que do lado direito atua Ramiro, jogador com mais características de volante do que atacante.

Se não bastasse, os dois atacantes de beirada que poderiam fazer o "um contra um" e "quebrar as linhas" do adversário não aproveitaram as oportunidades: casos de Everaldo, ex-jogador do Fluminense, e o jovem Janderson.

Tiago Nunes, antes da paralisação, pediu e recebeu a contratação de Yony González, para resolver o problema, mas a diretoria corintiana entendeu que não valeria exercer o direito de compra definitiva. A pandemia mudos os planos no Timão, que não aprovou mais o custo benefício.

Defesa acertada

Se o atacante não está definido e ainda falta o companheiro de Jô, Tiago Nunes comemora a evolução da defesa. O treinador acertou o setor com Danilo Avelar ao lado de Gil, mas principalmente com Carlos Augusto, lateral-esquerdo com características mais defensivas.

Além disso, o treinador abriu mão de volantes armadores, como Cantillo e Camacho, utilizados antes da paralisação, e apostou em Gabriel para proteger a dupla de zaga.

Futebol