PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter mantém Rodrigo Dourado sem prazo para voltar: "Não vai ser agora"

Lucas Sabino/AGIF
Imagem: Lucas Sabino/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

10/08/2020 04h00

A situação de Rodrigo Dourado no Internacional tem novidades, mas não são boas. O clube definiu que o volante não voltará "a curto prazo", mesmo após retomada de treinos com o elenco. O camisa 13 fechou um ano sem atuar depois de encarar duas cirurgias no joelho.

O jogo mais recente de Dourado foi contra o Palmeiras, em julho de 2019.

"Adoraria ter ele agora, mas sou realista. Vamos respeitar os prazos. Enquanto ele não estiver na melhor forma, por mais necessidade que tenhamos, não vou chamar ele. Falei com ele, ele sabe o que penso. Ele sabe o valor que tem para a gente, para o grupo. É um jogador TOP da posição, mas estou seguro de que só vou usar ele quando vocês puderem ver o melhor Dourado. Não sei quando vamos usar ele. Mas não vai ser a curto prazo, mesmo com necessidade e vontade de ter ele", disse Eduardo Coudet.

Durante a suspensão do futebol no Brasil, o Inter ampliou contrato de Rodrigo Dourado. Sem mudar salário e multa rescisória, o jogador estendeu o vínculo. E o negócio foi fechado logo após o antigo capitão do time retomar treinamentos no gramado com outros jogadores. Rodrigo Dourado tem edema ósseo no joelho e participa de trabalhos especiais, além de incursões na rotina de treinamentos do grupo.

"O prazo só vai ser estipulado quando ele estiver 100%. Enquanto isso, vamos dar todo apoio e suporte para ele nos ajudar", comentou Alessandro Barcelos, vice de futebol do Inter.

O time de Eduardo Coudet volta a campo diante do Santos, em Porto Alegre, na quinta-feira.

Futebol