PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diferença de Fla x Galo pro dérbi mostra disparidade ou é injusto comparar?

Do UOL, em Santos (SP)

10/08/2020 12h58

Resumo da notícia

  • Diferença entre Galo x Fla e Palmeiras x Corinthians mostra disparidade entre times?
  • Ou é injusto comparar? Fizemos essa pergunta aos colunistas do UOL Esporte...
  • "Parecem até esportes diferentes", analisa o jornalista Renato Maurício Prado
  • Mauro Cezar: "Por coincidência, jogo ruim foi entre times treinados por brasileiros"
  • André Rocha: "Críticas não são injustas, mas também não devem ser definitivas"
Classificação e Jogos

O futebol apresentado por Palmeiras e Corinthians nos 180 minutos da decisão do Campeonato Paulista foi alvo de muitas críticas pelas poucas oportunidades criadas pelos dos times. Em contrapartida, o primeiro jogo do Campeonato Brasileiro entre Flamengo e Atlético-MG - times apontados como favoritos ao título - foi mais movimentado e intenso.

A diferença entre as partidas permite dizer que há uma disparidade entre os times mineiro e carioca e os paulistas, por conta da forma de jogo? Ou é injusto dizer isso pelo fato de a final do Paulistão ser uma decisão - além de os dois times terem tido pouco tempo para trabalhar e ainda virem de remontagem de seus elencos e perda de jogadores importantes? Veja o que os colunistas do UOL Esporte pensam sobre:

ANDRÉ ROCHA

As críticas não são injustas, mas também não devem ser definitivas. Houve a tensão da final, o contexto da rivalidade exacerbada nos últimos anos, mas, ainda assim, o desempenho foi sofrível.

Só que é um campeonato longo, com particularidades como ausência de torcida e reta final no ápice do verão. Os times de Sampaoli costumam oscilar, Domènec Torrent ainda é uma incógnita e há margem de evolução para os times paulistas. Especialmente o Palmeiras, mais "leve" depois de enfim faturar uma taça sobre o Corinthians.

Leia o blog do André Rocha.

ANDREI KAMPFF

Acho que existe, menos pelo que foi mostrado na final do Paulista e mais pelo que já vinha sendo mostrado antes da parada em função da pandemia. Palmeiras e Corinthians ainda não se encontraram em 2020, são times que parecem permanentemente em começo de trabalho. É verdade que parada gigante divide a temporada em duas, e estamos começando essa nova temporada. Mas o sinal de alerta está aceso.

DANILO LAVIERI

O elenco do Flamengo é o melhor do país e não há dúvida, enquanto o Atlético-MG tem o melhor técnico do país. Já era de se esperar que o time de Belo Horizonte fosse apresentar esse tipo de futebol com base no trabalho que ele havia feito no Santos. Não espero que o Palmeiras de Luxemburgo chegue nesse nível, tampouco o Corinthians de Tiago Nunes, mas acredito que os dois paulistas ainda podem evoluir um pouco.

Leia o blog do Danilo Lavieri.

JUCA KFOURI

Isso significa a mentalidade que vê o futebol como algo que precisa ser bem feito para agradar contraposta ao resultadismo.

O Flamengo renasceu ao escolher o primeiro caminho e Sampaoli sempre foi assim.

Vanderlei Luxemburgo virou um pragmático medíocre e Tiago Nunes rendeu-se à miséria alvinegra.

Leia o blog do Juca Kfouri.

MARCEL RIZZO

Não dá pra comparar nem com o malabarismo de que são propostas diferentes. Num jogo vimos dois times bem treinados, com proposta ofensiva e alternativas de alterações durante o jogo, apesar de Dome ter chegado agora e ter demonstrado alguma dificuldade no segundo tempo para mudar a forma do Flamengo jogar, enquanto na outra partida eram duas equipes treinadas para não perder com base em chutões e bolas longas. Há defasagem clara de modelo de trabalho dos técnicos brasileiros e seria bom admitirem isso, seria um primeiro passo para melhorarem.

Leia o blog do Marcel Rizzo.

MAURO CEZAR

Os dois jogos resumiram as diferentes propostas de treinadores que tiveram postura conservadora no comando de seus times e aqueles que não se limitaram a entrar em campo para não perder. Por uma incrível coincidência, o jogo ruim foi entre dois times treinados por brasileiros e a boa partida envolveu equipes que têm técnicos estrangeiros.

Leia o blog do Mauro Cezar.

PERRONE

O fato de ser uma decisão e, principalmente, a falta de ritmo afetaram o desempenho de Palmeiras e Corinthians. Isso não muda o fato de que Flamengo e Atlético têm estilo de jogo mais ofensivo em relação à dupla paulista. O Palmeiras possui elenco para medir forças na briga pelo título do Brasileiro com Flamengo e Galo. Mas Luxemburgo tem que fazer o time jogar muito mais. O Corinthians não tem elenco para isso. Se conseguir, vai me surpreender.

Leia o blog do Perrone.

RENATO MAURÍCIO PRADO

Não há nem termo de comparação entre Flamengo x Atlético Mineiro e as finais do paulista. Parecem até esportes diferentes. Salvo mudanças radicais nas antiquadas formas de jogar de técnicos como Luxemburgo e Tiago Nunes, tal disparidade só tende a aumentar.

Leia o blog do Renato Maurício Prado.

RODRIGO MATTOS

Existe uma disparidade do futebol jogado por Atlético-MG e especialmente pelo Flamengo em relação ao Palmeiras e Corinthians o que se refletiu na qualidade dos dois jogos no final de semana. Essa diferença é, sim, fruto do trabalho dos técnicos. Sampaoli e Jesus, agora Domènec, apresentam mais alternativas táticas, enquanto Tiago Nunes e Luxemburgo têm feito trabalhos limitados até agora.

Leia o blog do Rodrigo Mattos.

Futebol