PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Setien evitar falar sobre Arthur e não vê favorito contra o Bayern

Técnico do Barcelona, Quique Setién - ALBERT GEA
Técnico do Barcelona, Quique Setién Imagem: ALBERT GEA

Do UOL, em São Paulo

09/08/2020 04h00

Com o cargo em risco até a vitória de hoje sobre o Napoli, o técnico Quique Setien não vê o Bayern como favorito diante de seu Barcelona, em jogo único válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões, na sexta-feira (14), às 16h (de Brasília). A equipe alemã venceu todos os oito jogos que disputou até aqui na competição, com direito a uma média de 3,87 gol por partida.

"Não entro nessa questão. Iremos enfrentar um rival extraordinário, mas nesse nível não há favoritos. É verdade que temos o melhor jogador do mundo, mas Lewandowski tem 13 gols nesta Champions. Qualquer um pode vencer", disse o treinador.

Questionado sobre a postura defensiva com que o Barcelona atuou em maior parte da vitória por 3 a 1 contra o Napoli, Setien justificou dizendo que pelas circunstâncias da partida, seu time não se viu obrigado a arriscar.

"Às vezes não te resta escolha, porque o rival te obriga. Com o placar a nosso favor, quem tinha que arriscar eram eles. Tentamos conservar a posse, mas sabemos que eles lidam muito bem com essas situações. Não dão um chutão durante todo o jogo. São um time veloz e talentoso. Nem sempre é possível fazer só o que queremos. O Napoli não é qualquer um. Fomos capazes de neutralizá-los, coisa que nem todos conseguem".

O técnico do Barcelona, porém, evitou entrar em detalhes sobre a situação do brasileiro Arthur que, negociado com a Juventus, voltou com atraso a Barcelona e foi barrado ao tentar entrar hoje (8) no Camp Nou para acompanhar a partida com os companheiros de elenco: "Esta situação já está comunicada, não tenho mais nada a dizer".

Futebol