PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Sem Everton, Grêmio promete investida no mercado atrás de atacante

Everton Cebolinha está indo para o Benfica e deixará lacuna no elenco do Grêmio - Alexandre Schneider/Getty Images
Everton Cebolinha está indo para o Benfica e deixará lacuna no elenco do Grêmio Imagem: Alexandre Schneider/Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

08/08/2020 04h00

O Grêmio perdeu Everton Cebolinha. A negociação do jogador com o Benfica está sacramentada e será oficializada nos próximos dias, com a ida dele a Portugal não ultrapassando segunda-feira (10). Mas o Tricolor não ficará com uma lacuna no grupo por muito tempo e irá ao mercado da bola atrás de reforços para o ataque.

"Se eu já precisava de atacante antes disso, imagina agora", brincou Renato Gaúcho em sua última entrevista coletiva.

A necessidade se dá pela quebra em parte da hierarquia técnica proposta pelo clube. Com a saída de Everton, o processo natural aponta para entrada de Pepê na equipe. Ferreira, que começou a receber chances no fim do ano passado, também daria um passo à frente. Porém, ele entrou em litígio com o clube quando negociava renovação de contrato e não deve ser utilizado novamente. Rildo vem sendo utilizado como opção.

Além disso, o Grêmio perdeu André, que rescindiu contrato. Já fora dos planos, a saída dele deixa apenas Isaque como alternativa a Diego Souza na frente.

Neste cenário, o Grêmio promete ir às compras, não apenas para um jogador de lado de campo que possa concorrer com Pepê pela vaga de Everton, mas também por um centroavante que possa ocupar o posto de Diego Souza, eventualmente, e deixar Isaque crescer naturalmente.

O Tricolor contará com aporte financeiro importante da venda de Cebolinha. Ao todo, o negócio movimentará mais de 20 milhões de euros (cerca de R$ 128,2 milhões na cotação atual), com gatilhos para ampliação de preço e correção monetária de parcelas divididas em três anos.

A estreia do Grêmio no Brasileiro está marcada para amanhã (9), contra o Fluminense, na Arena, às 19h (de Brasília).

Grêmio