PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que T. Nunes não vê Ederson e Cantillo juntos no Corinthians na final

Cantillo recebe orientações de Tiago Nunes em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Cantillo recebe orientações de Tiago Nunes em treino do Corinthians no CT Joaquim Grava Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

08/08/2020 04h00

O meia Victor Cantillo, recuperado de Covid-19, seguirá como opção no banco de reservas do Corinthians para a decisão do Campeonato Paulista, diante do Palmeiras, hoje (8), às 16h30 (de Brasília), no Allianz Parque. Segundo apurou o UOL Esporte, o técnico Tiago Nunes manterá Éderson como titular ao lado de Gabriel para formar a dupla de volantes.

Cantillo inicia no banco por dois motivos: o colombiano ainda não está 100% fisicamente e por opção tática.

O camisa 24 foi um dos jogadores que mais sofreu entre os infectados com o coronavírus do elenco corintiano. Como já revelou o UOL Esporte, o volante perdeu muito peso. Hoje, Cantillo evoluiu bastante fisicamente, mas não o suficiente para iniciar a decisão.

No entanto, o que mais pesa hoje é o sistema de jogo de Tiago Nunes. Internamente, o treinador considera que acertou a defesa após promover Gabriel como titular. São cinco jogos após a parada e nenhum gol sofrido. Orgulhoso de seu sistema defensivo, o treinador não mexerá no setor em uma decisão de Paulista contra o arquirrival corintiano.

Tiago Nunes iniciou o ano com Camacho e Cantillo entre os titulares e se orgulhava de falar da dupla de volantes com mais perfil de armadores do que marcadores. Por conta disso, Ralf foi dispensado no primeiro dia de trabalho do treinador, enquanto Gabriel começou a temporada no banco de reservas. O camisa 5, aliás, estava atrás até de Richard, volante negociado com o Athletico-PR.

Antes da parada do futebol devido à pandemia, Tiago Nunes recebia muitas críticas por conta do sistema defensivo vulnerável. Para acertar o setor, o treinador tomou duas decisões: fixou Gabriel e Carlos Augusto entre os titulares.

Gabriel atua na frente da zaga e ajuda na "saída de três", mas sua principal função é proteger os zagueiros. E Carlos Augusto é o lateral mais defensivo do elenco. O prata da casa apoia pouco o ataque e tem força física para brigar com os atacantes no campo defensivo. Por conta disso, ele venceu a concorrência dos favoritos à vaga: Lucas Piton e Sidcley.

Com Gabriel na frente da zaga, Tiago Nunes libera Éderson para apoiar o ataque. O ex-volante do Cruzeiro tem mais qualidade para armar o time e, inclusive, fazer gols. Já foram três, todos de fora da área, após o retorno do futebol.

O Corinthians entra em campo com a seguinte escalação: Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar, Carlos Augusto; Gabriel, Éderson, Luan, Ramiro, Mateus Vital; Jô.

Futebol