PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Mancha vai à sede da FPF protestar pela escolha de Luiz Flávio na final

Mancha Alviverde protesta na frente da Federação Paulista de Futebol - Reprodução
Mancha Alviverde protesta na frente da Federação Paulista de Futebol Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 16h10

Cerca de 20 torcedores da Mancha Alviverde, principal torcida organizada do Palmeiras, foram à porta da sede da Federação Paulista de Futebol hoje (6), protestar pela escolha do árbitro Luiz Flávio de Oliveira para a segunda final do Campeonato Paulista.

Os membros da uniformizada levaram a seguinte faixa: "cadê o sorteio do apito?". Durante o período em que ficaram em frente ao prédio, puxaram gritos como: "se o Palmeiras não ganhar, olê, olê, olá, o pau vai quebrar", "não é mole não, não tem sorteio para roubar o meu Verdão", além de ofensas a Luiz Flávio.

A FPF havia anunciado minutos antes a escolha do juiz para o jogo de sábado, às 16h30, no Allianz Parque. De fato, a seleção do árbitro não foi feita por sorteio, e sim a partir de uma avaliação que leva em conta as fases da competição, a importância de cada partida, o desempenho físico e técnico dos árbitros. Este tem sido o procedimento durante toda a competição.

Raphael Claus apitou a primeira final, que acabou empatada em 0 a 0. O jogo teve apenas uma polêmica, após entrada de Jô em Gustavo Gómez. Os palmeirenses queriam a expulsão, mas o atacante do Corinthians foi advertido apenas com o cartão amarelo.

Luiz Flávio de Oliveira apitou um jogo do Palmeiras na competição: a vitória sobre o Santo André por 2 a 0, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, no Allianz Parque. Foi, também, o juiz de três triunfos do Corinthians: 4 a 1 sobre o Botafogo-SP, 2 a 0 sobre o Santos e 2 a 0 sobre o Oeste.

Palmeiras