PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio faz jogo duro após ligação de Jesus e não vê Cebolinha já negociado

Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

06/08/2020 04h00

Everton Cebolinha falou em tom de despedida na última quarta-feira, até com frase como se já fosse ex-jogador do Grêmio, mas o negócio com o Benfica ainda não está em vias de ser sacramentado. Os dirigentes gremistas continua em tratativas com o clube português e outras partes envolvidas na divisão dos direitos econômicos do camisa 11. A postura de Jorge Jesus, inclusive, deve fazer os gaúchos endurecerem mais a postura nos próximos dias.

A oferta do Benfica é de 22 milhões de euros, mais 10% de futura venda dentro da Europa e gatilhos a partir do desempenho de Everton no estádio da Luz. O Grêmio quer mais. E de uma forma melhor, sem parcelamento.

"O Everton ainda não está 100% negociado. A gente sabe que mais cedo ou mais tarde ele vai sair, mas ainda não está negociado", disse Renato Gaúcho após a vitória sobre o Inter.

O treinador revelou que Jorge Jesus telefonou para Cebolinha no início da semana. Nas palavras de Renato, o português tentou convencer Everton a não jogar o Gre-Nal. A informação irritou o Grêmio, que agora quer ouvir outras propostas. O Everton-ING é interessado também.

"A negociação é um processo, uma construção. De fato, estamos conversando com o Benfica, mas existem outros grandes clubes interessados. Não há nada definido. Enquanto isso, ele é jogador do Grêmio e poderá ser escalado no final de semana", disse Paulo Luz, vice de futebol.

Na quarta-feira, horas antes do Gre-Nal, a diretoria do Grêmio falou com Gilmar Veloz, antigo empresário de Cebolinha e detentor de percentual, assim como Celso Rigo, investidor do clube, e Fortaleza, primeira equipe do jogador. Todos foram questionados sobre a chance de renegociar percentual e valores, para acordo com o Benfica.

Aos 24 anos, Everton tem contrato com o Grêmio até o final de 2023 e já demonstrou interesse em trocar o Brasil pela Europa agora. A tendência é que o clube gaúcho se reúna com os representantes do jogador novamente até sexta-feira.

Futebol