PUBLICIDADE
Topo

Santos

Diretor do Santos, William Thomas pede demissão após saída de Jesualdo

William Thomas, Superintendente de Futebol do Santos, deixou a equipe - Ivan Storti/Santos FC
William Thomas, Superintendente de Futebol do Santos, deixou a equipe Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 11h14

William Thomas, diretor de futebol do Santos, decidiu pedir demissão do clube após a saída do técnico Jesualdo Ferreira. O dirigente tentou até o último instante segurar o treinador na equipe do litoral paulista, mas perdeu a queda de braço para o Comitê de Gestão do Santos, do qual o presidente José Carlos Peres faz parte.

Jorge Andrade, gerente de base, e Everson Rocha, chefe de departamento de análise e prospecção, continuam por enquanto. Ambos vieram por indicação dele de William Thomas.

Thomas tentava convencer os diretores do Santos de que ainda era cedo para demitir Jesualdo, que só dirigiu a equipe em 15 partidas. Nada foi comunicado ao português durante todo o processo de discussão sobre sua permanência no cargo.

O ex-diretor de futebol tinha grande influência nos bastidores do Santos e força inédita para um cartola na gestão Peres. Foi dele, por exemplo, a escolha de Jesualdo Ferreira para o comando técnico e não houve objeção do presidente santista - que até preferia outros nomes, como o argentino Gabriel Heinze, na época no Vélez Sarsfield, mas deixou a definição nas mãos de Thomas.

O Santos estreia no Campeonato Brasileiro no domingo, na Vila Belmiro, contra o Red Bull Bragantino.

Santos