PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pelotas pode ser punido por canto racista de torcida em jogo sem público

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

04/08/2020 12h41

O Pelotas pode ser punido por canto racista durante o clássico contra o Brasil-PEL. Mesmo que o jogo tenha ocorrido sem torcida, no sábado. É que o sistema de som do estádio Boca do Lobo reproduziu cântico com o termo 'macaco'. A Procuradoria do TJD-RS (Tribunal de Justiça Desportiva) já prepara denúncia. O caso deve ser julgado ainda em agosto.

Pelotas e Brasil-PEL jogaram partida atrasada da quarta rodada da fase de classificação do returno do Gauchão no final de semana. Logo após gol do Xavante, o estádio ouviu ecoar música de uma torcida organizada.

A Procuradoria recebeu vídeo com momento exato da ocorrência ainda no sábado, mas esperava a publicação da súmula da partida para montar denúncia. O documento oficial do jogo não cita o episódio.

O Pelotas será denunciado no artigo 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê perda de pontos e multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Em nota oficial, o clube afirma que o serviço de animação do estádio foi terceirizado e a música com termo racista foi incluída na lista de reprodução pela empresa contratada. Ainda de acordo com o Pelotas, não houve tempo de o clube revisar os cânticos antes do clássico.

Confira nota oficial do Pelotas

O Esporte Clube Pelotas vem a público se manifestar a respeito do fato ocorrido no clássico BraPel 364, realizado no dia 01/08/2020.

Por ser um jogo sem a presença de torcedores, em conformidade com as determinações das autoridades competentes, o clube optou por contratar uma empresa de sonorização terceirizada para apresentar cânticos dos nossos torcedores que deveriam ter como único objetivo incentivar nossos atletas para o clássico.

Infelizmente a empresa contratada também inseriu, ao arrepio do clube, cânticos provocativos ao clube adversário. Gostaríamos de frisar que a reprodução de cânticos com conteúdo provocativos ao adversário jamais foi o escopo da contratação.

Registramos que, tendo em vista o apertado calendário ao que o clube foi submetido e a diminuição do seu quadro de colaboradores em decorrência da crise financeira agravada pela pandemia, não tivemos condições de revisar previamente o conteúdo dos cânticos apresentados.

De qualquer forma, reiteramos que o objetivo da contratação era de que os cânticos fossem de exclusivo incentivo aos nossos atletas.

Lamentamos a apresentação de cânticos provocativos ao nosso tradicional adversário, pois não compactuamos com atos hostis e/ou ofensivos a quem quer que seja.

Pelo ocorrido, o Esporte Clube Pelotas apresenta respeitoso pedido de desculpas aos desportistas, aos torcedores e profissionais dos dois clubes, a quem se sentiu ofendido e ao público em geral.

Direção do Esporte Clube Pelotas

Futebol