PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sylvinho: No início, não achava que Messi ganharia seis Bolas de Ouro

Sylvinho jogou com Messi no Barcelona nos primeiros anos da carreira do argentino - LOIC VENANCE / AFP
Sylvinho jogou com Messi no Barcelona nos primeiros anos da carreira do argentino Imagem: LOIC VENANCE / AFP

Do UOL, em São Paulo

03/08/2020 18h59

O ex-lateral Sylvinho afirmou que estaria mentindo se dissesse que pensou, no início da carreira de Lionel Messi, que o argentino ganharia seis Bolas de Ouro. Os dois foram companheiros no Barcelona entre 2004 e 2009, antes de o brasileiro fechar com o Manchester City.

"Ele [Messi] não falava muito. Chegava, treinava, ia para casa, com uma grande família por trás dele. Podíamos ver que tinha alguma coisa ali. Ele era diferente, mas eu estaria mentindo se falasse que pensamos: 'Esse garoto vai ganhar seis Bolas de Ouro'. Nunca vi um jogador como ele", disse em entrevista ao jornal Guardian.

"Messi tem uma temporada ruim e marca 25 gols. O Barcelona tem lutado, mas Messi é muito Messi e ainda pode vencer a Liga dos Campeões", acrescentou.

Na entrevista, Sylvinho também apontou semelhanças entre três treinadores com quem trabalhou: Pep Guardiola, Roberto Mancini e Tite. O ex-lateral era auxiliar da seleção brasileira antes de deixar o cargo no ano passado para assumir como técnico do Lyon — ele foi demitido poucos meses depois.

"Você pega um bom time, e as pessoas pensam: 'Ah, é fácil'. Não. Tem muito trabalho, mas eu posso dizer que, sem alma, paixão... Eu vi Guardiola, Tite, Mancini. A alma deles entra em você. Os olhos dos jogadores brilham", declarou.

"É fácil falar: 'faça isso'. Não. Tem que haver trabalho, paixão, e você tem que estar amando aquilo. Eu sempre volto para a mesma coisa: alma."

"Guardiola costumava dizer: 'Pessoal, vamos dar tudo de nós, mas não sei se vamos vencer. Eu não posso garantir isso'. Tite é a mesma coisa. Ele estuda o dia inteiro. Trancado, estudando. Mancini também, se movimentando com o jogo", acrescentou.

Futebol