PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Em disputa por vaga, Thiago Maia diz que elenco do Flamengo "não tem ego"

Thiago Maia busca espaço no time do Flamengo, mas mantém tranquilidade no banco - Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / Flamengo
Thiago Maia busca espaço no time do Flamengo, mas mantém tranquilidade no banco Imagem: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / Flamengo

Alexandre Araújo e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

03/08/2020 04h00

A mudança no comando técnico do Flamengo pode resultar também em alterações na equipe e acirrar ainda mais a disputa em alguns setores. Reforço para a temporada, o volante Thiago Maia é opção às ausências de Willian Arão ou Gerson, mas ainda busca uma maior sequência com a camisa rubro-negra.

Emprestado pelo Lille, da França, até junho do ano que vem, o jogador ressalta, por outro lado, que no atual grupo do Fla não tem vaidade e que todos se ajudam, independentemente do status no time.

"Acho que em qualquer lugar vai haver disputa, mas uma muito diferente no Flamengo é que não tem ego. As pessoas que mais me ajudam quando estou com dificuldade é o Arão, Diego, Gerson, Piris [da Mota]... Esse time é, realmente, diferente. Eu vim para somar, vim para ajudar. Estou pronto e que eu possa corresponder àquilo que querem e sabem que posso", disse, ao UOL Esporte.

Thiago Maia foi anunciado pelo Flamengo no dia 22 de janeiro e fez a estreia um mês depois, contra o Boavista, na final da Taça Guanabara, final do primeiro turno do Campeonato Carioca. Ele vinha tendo uma sequência de atuações quando os torneios foram paralisados por conta da pandemia de coronavírus.

"Não vejo que me prejudicou, mas atrapalhou um pouco. Não só eu, como o Flamengo e o mundo todo. Com essa retomada, estamos muito felizes, contentes. Esperamos que isso possa acabar o mais rapidamente possível e voltar a ser como era antes, não só o Brasil como o mundo todo. Estamos focados e treinando há meses", afirmou.

Rubro-negro de coração, Thiago Maia nunca escondeu que jogar no Fla era um sonho de infância. Ele, porém, teve pouco tempo para sentir a atmosfera criada pela presença da torcida. Por conta dos cuidados em meio ao surto de contágio de Covid-19, os jogos no Brasil ainda não estão recebendo público e o cenário das partidas é de arquibancadas completamente vazias. Mas o jogador ressalta que a energia enviada, mesmo de longe, chega ao time.

"A gente fala sempre que a torcida joga junto com a gente. Lógico que a gente queria muito que a torcida estivesse no estádio. Sabemos da grandeza e da força que é quando eles estão presentes, mas, por causa do vírus, e por segurança também, estamos jogando sem torcida. Mas tenho certeza que, de casa, estão todos torcendo pela gente. E nós estamos jogando por eles. Tenho certeza que a energia positiva que eles mandam chega até a gente".

Cria do Santos, Maia chegou à França na temporada 2017/2018. Questionado sobre uma comparação do elenco do Flamengo com os dos clubes europeus, ele salienta que há diferença nos estilos de jogo, mas lembra que a diretoria rubro-negra não poupou nos reforços e, com cinco substituições, o grupo pode mostrar ainda mais força.

"Nosso time bate muito de frente com alguns times europeus, mas sabemos que o futebol europeu e o brasileiro têm algumas coisas que algumas coisas que são diferentes. Mas o Flamengo está forte, não poupou nas contratações. eu vim para somar, ajudar, e graças a deus estamos indo bem. Aqueles que começam jogando tem correspondido e os que entram também. Nosso time está muito bem e isso tem ajudado muito. Agora,com as cinco substituições, ajuda a gente também".

Flamengo