PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter resolve jogo em 15 minutos, bate o Esportivo e vai à final do Gaúcho

Jogadores do Internacional comemoram gol diante do Esportivo pelo campeonato Gaúcho - Ricardo Duarte/Internacional
Jogadores do Internacional comemoram gol diante do Esportivo pelo campeonato Gaúcho Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Do UOL, em Porto Alegre

02/08/2020 17h50

O Internacional está na final do returno do Gauchão. Hoje, o Colorado resolveu o jogo contra o Esportivo em 15 minutos. Marcou o primeiro com menos de um minuto de jogo e aplicou 4 a 0. Os gols foram marcados por Thiago Galhardo, Marcos Guilherme, Guerrero e Boschilia.

O adversário na decisão sairá da partida entre Grêmio e Novo Hamburgo. Se o rival for o Tricolor, o jogo será a Arena. Se for o Nóia, o duelo ocorrerá no Beira-Rio. A partida ocorrerá na próxima quarta-feira.

Foi bem: Galhardo não deixa dúvida: é titular

Thiago Galhardo não deixou dúvida sobre sua condição de titular. Depois de desbancar D'Alessandro da equipe, ele novamente ocupou bem o posto de companheiro de Guerrero. Marcou, de cabeça, o primeiro gol do jogo. Recuperou a bola e deu assistência para o peruano no terceiro e firmou posto na equipe de Coudet.

Foi mal: Saravia comete falta infantil e é expulso

Com jogo resolvido, 4 a 0 no placar, o Inter poderia sofrer um gol. Gustavo Sapeka entrava cara a cara com Marcelo Lomba. Se marcasse, ainda restaria três de margem. Mas Saravia o puxou, cometendo falta e evitando uma oportunidade clara. Sem titubear, o árbitro do jogo apresentou cartão vermelho. O gol não saiu, mas o lateral direito está suspenso da decisão do turno.

Ex-Inter falha em gol de longe, mas se recupera

Formado na base do Inter e campeão da Libertadores de 2010 no Colorado, Renan não teve a mesma sorte de outros tempos no Beira-Rio. Demorou para saltar na batida de longe de Marcos Guilherme e falhou. Ainda no primeiro tempo, porém, fez linda defesa em batida de Guerrero, cara a cara com ele.

Inter resolve o jogo em 15 minutos

O Internacional resolveu o jogo rápido. Com menos de um minuto, já estava na frente, com gol de Thiago Galhardo. E seguiu pressionando, tanto que Marcos Guilherme marcou em seguida e Guerrero fez o terceiro. Com jogo resolvido em 15 minutos, o Colorado diminuiu o ritmo e administrou a vitória, nunca fugindo de suas características ofensivas e de pressão na saída rival. Só foi ameaçado em cruzamentos. No segundo tempo, Eduardo Coudet tratou de tirar os principais jogadores do time e preservar a equipe pensando na final e ainda viu Boschilia marcar mais um.

Visitante não 'sobrevive' um minuto sequer

O Esportivo começou o jogo decidido a se defender. Com três zagueiros e laterais defensivos formando uma linha de 5 atrás, a meta de Carlos Moraes era não sofrer gols. Não durou um minuto. Com 38 segundos de jogo a zaga falhou e Galhardo marcou de cabeça. As únicas chegadas do visitante ocorreram em cruzamentos. O Esportivo não conseguiu, em momento algum, se aproximar do Colorado.

O Inter voltou para casa

Depois de praticamente cinco meses, o Internacional voltou a jogar no Beira-Rio. Com a liberação da prefeitura de Porto Alegre, o Colorado atuou novamente em seus domínios. Desde o dia 8 de março que o Gigante não recebia o time. O estádio esteve decorado com fotos de torcedores e ainda contou com os cânticos tradicionais no sistema de som.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 4 X 0 ESPORTIVO

Data: 02/08/2020 (Domingo)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Jean Pierre Lima
Auxiliares: Leirson Peng Martins e Michael Stanislau
Cartões amarelos: Cleiton e Xaro (ESP)
Cartões vermelhos: Saravia (INT)
Gols: Thiago Galhardo, do Inter, com 38 segundos do primeiro tempo; Marcos Guilherme, do Inter, aos 12 minutos do primeiro tempo; Paolo Guerrero, do Inter, aos 14 minutos do primeiro tempo; Boschilia, do Inter, aos 15 minutos do segundo tempo;

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Saravia, Fuchs, Cuesta (Zé Gabriel) e Moisés; Musto, Edenilson (Patrick), Marcos Guilherme (Praxedes) e Boschilia; Thiago Galhardo (D'Alessandro) e Guerrero (Pottker).
Técnico: Eduardo Coudet

ESPORTIVO
Renan; Vinícius Bovi, Cleiton, Luiz Eduardo (Diogo), Gulithi e Rômulo; Robert, Galiardo (Igor Bosel), João Pedro (Emerson) e Gustavo Sapeka (Xaro); Flavio Torres (Marcão).
Técnico: Carlos Moraes

Internacional