PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Rafinha puxa a fila e gera expectativa positiva por Torrent no Flamengo

Flamengo comemora título da Supercopa do Brasil com samba liderado por Rafinha. Lateral elogia chegada de Torrent - Lucas Figueiredo/CBF
Flamengo comemora título da Supercopa do Brasil com samba liderado por Rafinha. Lateral elogia chegada de Torrent Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

01/08/2020 04h00

A confirmação de Domènec Torrent como novo treinador gerou otimismo entre os jogadores do Flamengo, que vem recebendo as melhores referências possíveis por parte de Rafinha.

O lateral direito, único do elenco rubro-negro que já trabalhou com o técnico, tem passado aos companheiros um pouco da experiência que teve com o catalão no Bayern de Munique. Um dos líderes do grupo, ele "convenceu" os companheiros de que a escolha trará frutos.

Ao longo dos dias de negociação, o elenco se animou com a oportunidade de trabalhar ao lado de um adepto da filosofia de Pep Guardiola e o pensamento coletivo é o mesmo: manter o nível de excelência e a fome por títulos, independentemente de quem fosse o escolhido.

Torrent será o novo treinador do Flamengo - Reprodução Fla TV  - Reprodução Fla TV
Torrent será o novo treinador do Flamengo
Imagem: Reprodução Fla TV

"É um cara que dispensa comentários, eu conheço bem e posso falar com propriedade porque é um cara com quem eu trabalhei. Ele fez muita gente no Bayern crescer muito", disse o jogador, em entrevista à "ESPN".

Com essa novela superada, o Rubro-Negro trabalha para acelerar a chegada e a apresentação do seu novo comandante. Certo é que a estreia será diante do Atlético-MG, dia 9, no Maracanã, em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Em suas primeiras palavras como rubro-negro, o catalão demonstrou otimismo:

"Estou muito feliz em fazer parte desta grande nação. Vamos lutar para ganhar títulos. Nos vemos em breve. Obrigado".

O espanhol Doménec Torrent tem 58 anos e chega acompanhado de mais quatro profissionais que integrarão a sua comissão técnica. A ideia é que haja uma participação maior de técnicos da base do clube, algo que não acontecia na época de Jorge Jesus.

Ele não era o favorito na corrida, mas ganhou terreno ante as sinalizações negativas de Carlos Carvalhal e Leonardo Jardim. A direção conversou ainda com Fernando Hierro e José Peseiro.

Flamengo