PUBLICIDADE
Topo

"Dois pesos e duas medidas" entre juízes de Sasha e Everson revolta Santos

Eduardo Sasha, atacante do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Eduardo Sasha, atacante do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

01/08/2020 04h00

A decisão publicada na noite de ontem (31) que concedeu a tutela de urgência que rescindiu o contrato de Eduardo Sasha com o Santos irritou o clube paulista. A principal reclamação é sobre os "dois pesos, duas medidas" entre os casos do atacante e do goleiro Everson, que teve a tutela negada pela justiça.

A alegação dos dois atletas no processo movido contra o Peixe era praticamente idêntica: baseava-se no corte salarial de 70% durante os três meses de paralisação do futebol sem que houvesse um acordo assinado pelos jogadores aceitando tal porcentagem.

A principal reclamação santista repousa em um fato levantado por torcedores do clube nas redes sociais. O juiz que julgou o processo de Eduardo Sasha, Carlos Ney Pereira Gurgel, é atleticano, inclusive tem fotos com a camisa do Galo em sua rede social - que foi desativada na noite de ontem.

Juiz Carlos Ney Pereira Gurgel, que julgou o caso Sasha, com a camisa do Atlético-MG - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A decisão do juiz liberou Sasha para assinar com outro clube sem nenhuma compensação ao Santos. Atlético-MG, Vasco e outros cinco clubes de fora do Brasil têm interesse no atacante.

O Galo é o clube mais próximo de acertar com o ex-santista a pedido do técnico Jorge Sampaoli. O argentino trabalhou com Sasha no ano passado no Peixe e é fã do futebol do jogador, a quem chegou a classificar como "incrível" durante a temporada de 2019.

No entanto, essa admiração de Sampaoli por Sasha não veio desde o primeiro momento. O atacante foi encostado e liberado para procurar outro clube pelo argentino. Sasha, entretanto, escolheu ficar e provar para o técnico que ele estava errado. Funcionou.

Ele ganhou a titularidade da equipe e somou 50 jogos no ano, com 14 gols marcados e três assistências.

Santos