PUBLICIDADE
Topo

Santos sofreu um gol a cada 22min com um a menos em derrocada no Paulista

Marinho marcou o gol do Santos contra a Ponte Preta, mas acabou expulso do jogo depois - Ivan Storti/Santos FC
Marinho marcou o gol do Santos contra a Ponte Preta, mas acabou expulso do jogo depois Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

31/07/2020 04h00

Nos últimos quatro jogos, o Santos teve um jogador expulso e seus adversários fizeram o Peixe sofrer pela inferioridade numérica. O fato se repetiu ontem na eliminação do Peixe do Paulistão diante da Ponte Preta. No entanto, o clube da Vila Belmiro também já teve vantagem numérica no estadual e nem de perto aproveitou tão bem quanto sofreu.

Das quatro expulsões, três ocorreram ainda no primeiro tempo: Jobson aos 45 do clássico contra o São Paulo, Sánchez aos 42 diante do Santo André e Marinho aos 43 frente a Ponte Preta. Uribe completa a lista tendo recebido o vermelho aos sete do segundo tempo contra o Novorizontino.

No total, foram 178 minutos atuando com um jogador a menos no Paulistão e oito gols sofridos: uma média de um gol a cada 22 minutos com dez homens em campo. Foram dois do São Paulo, três do Novorizontino e mais três da Ponte Preta. Em inferioridade numérica, o Santos não marcou um gol sequer.

O Peixe, no entanto, já esteve do outro lado da moeda: por três vezes no estadual jogou com um atleta a mais. Foram 42 minutos com um mais contra o Corinthians e 44 diante do Guarani, além dos acréscimos do duelo com a Ferroviária. Ainda assim, o desempenho do Santos passa longe do que os rivais impuseram ao time alvinegro.

Foram 86 minutos atuando em vantagem numérica no Paulistão, um gol sofrido e só um marcado. O detalhe é que esse único tento anotado pelo Peixe com um homem a mais foi um gol contra, no último minuto da partida contra o Guarani.

O técnico Jesualdo Ferreira já alertou que será necessário assimilar a eliminação do estadual e trabalhar principalmente a parte psicológica da equipe para as demais competições da temporada.

Santos