PUBLICIDADE
Topo

Parceria com Galhardo faz Guerrero deslanchar e multiplica chances do Inter

Guerrero comemora gol do Inter contra o Aimoré pelo Campeonato Gaúcho - Ricardo Duarte/Inter
Guerrero comemora gol do Inter contra o Aimoré pelo Campeonato Gaúcho Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

30/07/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Guerrero marcou dois e teve muitas chances na vitória do Inter sobre o Aimoré.
  • O peruano cresceu, também, pela parceria com Thiago Galhardo.
  • O Inter teve uma série de oportunidades, pênalti perdido e bolas na trave.
  • Eduardo Coudet explicou que prefere seu time jogando com dois centroavantes.
Classificação e Jogos

Foram dois gols, várias chances e mais uma bola na trave de Paolo Guerrero contra o Aimoré. Se não havia marcado após a retomada dos jogos, o peruano deslanchou na vitória que garantiu o Inter como primeiro colocado do Grupo A do returno do Gauchão. E o rendimento também se deve ao parceiro Thiago Galhardo, que ampliou o número de oportunidades no jogo.

Não foi apenas Guerrero que teve chances. O Colorado concluiu mais de 20 vezes ao gol de Luiz Felipe. O goleiro, aliás, foi destaque absoluto do jogo. Não fosse a grande atuação, seu time teria facilmente levado cinco ou seis gols.

O Inter fez 2 a 0 com autoridade, ainda teve um pênalti desperdiçado por D'Alessandro e mais uma bola na trave, de Patrick.

"Thiago [Galhardo] e Pottker são atacantes. Eles têm mais a característica de entrar na área, presença, chegam com facilidade e criam situações de gol. Sempre que der, gosto de jogar com dois centroavantes. É o que eu mais gosto. Mas para jogar com dois, preciso ter ao menos três, como foi hoje. Depois, é indiferente quem jogue. Anteriormente, tivemos dificuldades por não contar com uma ou outra opção. O D'Alessandro jogou ali, o Sarrafiore, mas não é a posição original deles. Também pode jogar ali o Peglow, que é jovem, está trabalhando bem e no futuro irá nos ajudar muito", disse o técnico Eduardo Coudet.

E a presença de área ajudou bastante. Galhardo, que substituiu D'Alessandro, concluiu, puxou marcação, e foi responsável pela assistência para o primeiro gol de Guerrero. Além disso, foi figura importante na pressão sobre a defesa rival.

Com outro atacante ao seu lado, Guerrero cresceu. O peruano mostrou toda capacidade de conclusão e poderia ainda ter feito mais gols, que acabaram nas boas movimentações do goleiro rival.

"O Guerrero é um jogador muito importante para nós. Não gosto de falar individualmente, mas no coletivo. O time chegou muitas vezes e aconteceram coisas que treinamos. Geramos muitas situações de gol, que é algo que eu gosto. Então, vamos seguir trabalhando. Nos falta ritmo para chegar ao ideal, vamos fazer isso. Não será no terceiro, no quarto ou no quinto jogo, mas a cada partida vamos ganhando ritmo, melhorando e nos sentindo melhor", explicou o treinador.

Guerrero chegou a seis gols em dez jogos na temporada. O Colorado encara o Esportivo na semifinal do returno do Gauchão. O jogo ainda terá data e local oficializados pela Federação Gaúcha de Futebol.

Internacional