PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras vence Santo André no sufoco em casa e aguarda adversário na semi

Do UOL, em São Paulo

29/07/2020 23h26

Classificação e Jogos

O Palmeiras obteve uma classificação sofrida às semifinais do Campeonato Paulista na noite de hoje (29), no Allianz Parque. O time alviverde venceu o Santo André por 2 a 0, com gols de Felipe Melo e Marcos Rocha na reta final do segundo tempo da partida disputada com portões fechados.

A equipe de Vanderlei Luxemburgo voltou a encontrar dificuldades na criação. No primeiro tempo, chegou a atuar sem um meia de ligação. Na etapa final, com cinco mudanças, conseguiu ir às redes após uma bola parada já na reta final do jogo, com Felipe Melo. Marcos Rocha ampliou no último lance do duelo.

O adversário do Palmeiras será definido amanhã (30), depois dos dois últimos jogos das quartas de final. O Mirassol, assim como o time alviverde, já está garantido após bater o São Paulo por 3 a 2 no Morumbi. Os duelos Santos x Ponte Preta e Bragantino x Corinthians vão definir os confrontos da semifinal.

O melhor: Gustavo Gómez

De volta ao time com contrato renovado com o Palmeiras após um imbróglio que durou semanas, o zagueiro paraguaio mostrou ritmo de jogo mesmo depois de um longo período de inatividade. No primeiro tempo, Gustavo Gómez salvou o Palmeiras em ataque do Santo André.

O pior: Rony

A principal contratação do Palmeiras para 2020 voltou a ter dificuldades. Sem espaço, foi presa fácil da marcação do Santo André e não conseguiu criar quase nada. Dessa vez, Rony foi substituído no intervalo. Gustavo Scarpa entrou no seu lugar.

Palmeiras sente falta de um 10

A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo entrou com mudanças no time. Bruno Henrique foi barrado para a entrada de Gabriel Menino, que atuou ao lado de Patrick de Paula e Ramires no meio-campo. O time, nessa formação, atuou com dois atacantes pelo lado, Rony e Willian, com Luiz Adriano na referência. Sem um articulador, o Palmeiras sentiu dificuldades para superar a forte marcação do Santo André.

Primeira chegada em chute de longe

Sem profundidade, o Palmeiras passou a apostar em cruzamentos na área e chutes de longe. A primeira chance de gol foi dessa forma, com Marcos Rocha, que bateu cruzado da entrada da área aos 12 minutos. A bola, no entanto, passou rente à trave. Do mesmo artifício usou Willian minutos depois, mas o goleiro Ivan conseguiu espalmar e afastar o perigo.

Santo André responde

Com menos posse de bola, o Santo André apostou na saída rápida para o ataque depois de retomá-la. Aos 14, Ramon completou cruzamento pelo alto e obrigou o goleiro Weverton a fazer uma difícil defesa no chão.

Chances claras dos dois lados

Aos 26 minutos, Willian ficou cara a cara com o goleiro, tentou driblá-lo e viu o adversário afastar a bola. Em seguida, Rony concluiu para outra defesa do arqueiro do Santo André. O Santo André respondeu nos minutos finais da etapa inicial. Branquinho roubu a bola de Felipe Melo, invadiu a área e bateu para a defesa de Weverton. Gustavo Gómez afastou o perigo na sequência.

Luxa faz duas mudanças

Sem um meia armador e com dificuldades, o Palmeiras voltou do intervalo com duas caras novas. Lucas Lima e Gustavo Scarpa entraram nas vagas de Rony e Gabriel Menino, respectivamente. O time alviverde passou a jogador com um meio-campista por dentro, Lucas Lima, e dois atacantes abertos, Willian e Scarpa.

Lucas Lima perde chance clara

O Palmeiras se mostrou mais organizado com as duas alterações. Os resultados logo apareceram. Depois de jogada de Diogo Barbosa, Lucas Lima recebeu com liberdade na área, mas finalizou mal, em chute rasteiro e cruzado para fora.

Mais mudanças

Embora tenha encontrado mais espaço, o Palmeiras manteve as dificuldades para criar. Luxemburgo, então, fez mais duas alterações. Bruno Henrique entrou na vaga de Patrick de Paula, e Luan, na de Ramires. Dessa forma, Felipe Melo passou a atuar no meio-campo.

Gols no fim

O Palmeiras, ainda sem espaço, voltou a apostar nas bolas paradas para chegar à meta do goleiro Ivan. Nos minutos finais, após cobrança de escanteio pela esquerda, Felipe Melo subiu mais que a zaga e contou com um desvio no ombro adversário para marcar o gol. No último lance, Marcos Rocha fez 2 a 0 depois de pegar um rebote e confirmou a classificação.

Time persegue quebra do tabu

Com a classificação, o Palmeiras segue na busca pelo fim do jejum de 12 anos no Campeonato Paulista. O último título estadual do clube foi conquistado em 2008, quando Luxemburgo era o treinador. A maior seca da equipe na competição é de 17 anos, entre 1976 e 1993 — Luxa também era o treinador há 27 anos.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 0 SANTO ANDRÉ

Data: 29 de julho de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Competição: Campeonato Paulista (quartas de final)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Luiz Alberto Andrini Nogueira
VAR: Marcio Henrique de Gois
Cartões amarelos: Gabriel Menino, Rony e Felipe Melo (Palmeiras); Ramon, Rafael Lucas (Santo André)

Gols: Felipe Melo, aos 43, e Marcos Rocha, aos 49 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula (Bruno Henrique), Gabriel Menino (Lucas Lima) e Ramires (Luan); Willian (Zé Rafael), Luiz Adriano e Rony (Gustavo Scarpa). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTO ANDRÉ: Ivan; Buiú, Rodrigo, Willian Goiano e Marlon; Nando Carandina, Vitinho (Rafael Lucas) e Rondinelly (Fernandinho); Branquinho (Jocinei), Ramon (Rodrigo Yuri) e Douglas Baggio (Julinho). Técnico: Paulo Roberto Santos

Palmeiras