PUBLICIDADE
Topo

Coudet elogia rendimento do Inter e condição do gramado após vitória

Eduardo Coudet, técnico do Internacional, elogiou a atuação do time - Ricardo Duarte
Eduardo Coudet, técnico do Internacional, elogiou a atuação do time Imagem: Ricardo Duarte

Do UOL, em Porto Alegre

29/07/2020 17h48

Classificação e Jogos

Eduardo Coudet elogiou o rendimento do time do Inter após a vitória por 2 a 0 sobre o Aimoré, hoje, pela última rodada do returno do Gauchão. O comandante ainda citou a melhor condição do gramado na atuação consistente da equipe.

"Eu não falo nada para gerar problemas, mas pela verdade. Tenho que falar a verdade, falar o que eu sinto. Vou agradar alguns, outros não. Mas sou sincero. Penso que, certamente, com melhores campos teremos melhores espetáculos. Nos sentimos muito mais cômodos, mas seguramente penso que além do campo, poder jogar no Beira-Rio seria importante. Acredito que o time foi bem, e temos que seguir ganhando ritmo de jogo. A parada foi grande, mas só ganharemos a cada partida", disse o treinador.

Nos jogos anteriores, Coudet reclamou bastante dos gramados do interior gaúcho. Tanto após o Gre-Nal quanto depois do jogo contra o Esportivo, o treinador lamentou a condição apresentada.

"A verdade é que eu falo o que sinto. Nem sempre o que querem escutar. Às vezes me meto em problemas, a direção me dá puxões de orelha, mas sou assim, espontâneo. Falo o que sinto por mais que me traga consequências. Não é que fiquei chateado com o que o Inter apresentou no último jogo, fiquei chateado porque não poderia fazer nada. Não pude nem cobrar dos jogadores pela condição dada para o jogo. Digo o que sinto, sou sincero, não sou mentiroso", explicou Coudet.

"Quando o time jogar mal, vou ser o primeiro a falar isso. Mas quando o time não tem as condições mínimas para jogar, não vou criticar meus jogadores. Agradeci a eles, após o último jogo, pelo empenho num campo como aquele", completou.

O treinador ainda não desistiu de ver seu time voltar a atuar no Beira-Rio. O Inter jogou no CT Morada dos Quero-Queros, utilizado pelas categorias de base, hoje. A prefeitura de Porto Alegre ainda não liberou a realização de partidas na cidade, mas a Federação Gaúcha de Futebol mantém contatos para tentar mudar a determinação.

"Nos ajudou jogar aqui, tentamos nos adaptar da melhor forma. Mas é claro que nos sentimos muito mais cômodos no Beira-Rio. Já é estranho não ter torcedores, estamos nos adaptando da melhor forma, é tudo novo. Jogamos fora de casa, não tem torcida, ficamos sabendo onde será o jogo no último momento. Mas vamos nos adaptar ao que aparecer. Fico muito mais tranquilo quando jogamos bem. Hoje geramos situações de gol, ganhamos com tranquilidade, se há uma figura no jogo foi o goleiro do Aimoré", explicou o treinador.

O Inter encara o Esportivo na semifinal do returno do Gauchão. O jogo será no final de semana e terá data e local definidos nos próximos dias. O Colorado avançou em primeiro em sua chave e é mandante da partida.

Internacional