PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

'Não somos menores que o Corinthians', diz técnico do Red Bull Bragantino

Felipe Conceição, técnico do Red Bull Bragantino, durante jogo contra o Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Felipe Conceição, técnico do Red Bull Bragantino, durante jogo contra o Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/07/2020 12h47

Apesar de negar o favoritismo atribuído por Tiago Nunes, o técnico Felipe Conceição, do Red Bull Bragantino, afirmou que seu time "não é menor" que o Corinthians. Convidado do Jogo Aberto, da Band, de hoje, o treinador exaltou o "grande confronto", válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

"Deixo o favoritismo para a imprensa e para a torcida. Isso fica fora do campo. Se a gente não correr na quinta-feira, não impuser o nosso jogo, não se dedicar e não fizer por onde, não sairemos com a vitória. Não somos menores que o Corinthians. Sabemos que será um grande confronto, mas também temos ciência de que a vitória não virá de graça", destacou Felipe Conceição.

"A gente tem uma filosofia de jogo, e não vai mudar, seja por causa de estádio, adversário ou campo. Lógico que o adversário pode impor outras situações e você tem que saber se ajustar a elas, mas não mudar a sua maneira de jogar. A gente defende o que faz no dia a dia, que é esse tipo de jogo. Assim que a gente vai continuar, independente do lugar e do adversário. Não tem que inventar", completou.

Dono da melhor campanha do Estadual, o Red Bull Bragantino recebe o Corinthians no Morumbi, na quinta-feira, às 19h.

Resposta a Fernando Diniz

Questionado sobre a fala de Fernando Diniz, técnico do São Paulo, sobre o cumprimento do protocolo da FPF (Federação Paulista de Futebol), Felipe Conceição afirmou que seu time já tinha a melhor campanha antes da paralisação e criticou o companheiro por tentar "diminuir" o trabalho dos demais.

Após a vitória sobre o Guarani, Diniz questionou se todos os clubes respeitaram a data de retorno aos treinamentos. Vale lembrar que o Red Bull Bragantino voltou antes do prazo estipulado.

"Eu cheguei na terceira rodada e até a parada já era a melhor campanha do campeonato, ou seja, a gente já tinha a melhor equipe do campeonato em termos de números sob o meu comando. Demonstra que a gente vem forte pelo trabalho. A gente começou um pouquinho antes realmente, de maneira transparente. Logo depois, nós paramos por causa de um pedido da Federação e reclamação de outros clubes. Nós voltamos na mesma data que os demais depois desta comunicação", disse ele.

"Tentar diminuir o que os outros vêm fazendo eu não acho legal, mas respeito o companheiro de profissão e entendo também que pode ter sido pela derrota", afirmou o treinador do Bragantino.

UOL Esporte vê TV