PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Como Ederson ajustou Corinthians e deu esperança a Tiago Nunes

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/07/2020 04h00

O Corinthians venceu Palmeiras e Oeste nos últimos dias e se classificou para as quartas de final do Campeonato Paulista, mas precisou contar com a ajuda do São Paulo e não apresentou em nenhum dos jogos um futebol de encher os olhos. Pelo contrário, o técnico Tiago Nunes reprovou a atuação do time no segundo tempo do clássico e no primeiro tempo de ontem (26).

No entanto, os dois jogos serviram para que o Corinthians apresentasse um reforço que estava no clube antes da pandemia: Éderson. O ex-volante do Cruzeiro mostrou qualidade nos dois jogos, fez um belo gol ao fechar o placar contra o Oeste e virou uma esperança para que Tiago Nunes acerte o time taticamente e tecnicamente.

Éderson fez o corintiano lembrar os bons tempos da safra recente de sucesso de volantes, principalmente com Elias e Paulinho. Isso porque o ex-atleta do time celeste "subiu" ao ataque com frequência e qualidade técnica.

"Ele apresentou muito o que faz nos treinos. Ele tem aproximação para ajudar na construção, é forte fisicamente, tem cadencia, potência, tem 'um pra um', o lançamento, o chute de meia distância. Tem bastante margem para evoluir. Ele será importante também na história do Corinthians", disse Tiago Nunes após o jogo.

O volante assumiu a armação de jogadas e deixou o time mais ofensivo no segundo tempo ao entrar no lugar de Camacho. Segundo estatísticas do Footstats, Éderson acertou 16 dos 18 passes que tentou (89% de aproveitamento) - só ficou atrás do aproveitamento do goleiro Cássio (93%) e de Sidcley (90%).

Éderson ainda tentou cinco dribles, com quatro certos. Ele foi o terceiro que mais driblou atrás de Janderson e Mateus Vital.

Dupla com Cantillo?

O Corinthians, aliás, pode até iniciar as quartas de final com uma "dupla nova" de volantes. Isso porque Victor Cantillo, considerado pelos torcedores, o melhor reforço do Timão até o momento em 2020, está recuperado de Covid-19 e inclusive encerrou o período de quarentena.

Agora, o colombiano precisa readquirir o melhor condicionamento físico para voltar ao time contra o Red Bull Bragantino no meio desta semana.

Com Cantillo, o treinador corintiano teria que barrar Camacho para fixar Éderson na equipe titular ou até mesmo sacar um jogador mais ofensivo e atuar com os três. Luan, apesar da assistência no gol de Avelar, teve atuação apagada nos dois jogos após a paralisação. Everaldo atuando do lado esquerdo do ataque também foi mal e poderia ser uma opção para ser sacado, caso Tiago Nunes queira inovar no meio-campo com um trio de volantes.

Futebol