PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Três maneiras como Luxemburgo pode montar o Palmeiras após saída de Dudu

Gabriel Veron em ação pelo Palmeiras contra o Mirassol: jovem atacante deve ganhar espaço no time - Bruno Ulivieri/AGIF
Gabriel Veron em ação pelo Palmeiras contra o Mirassol: jovem atacante deve ganhar espaço no time Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

18/07/2020 04h00

O Palmeiras iniciará uma nova fase a partir da próxima quarta-feira (22), na retomada no Campeonato Paulista, em clássico com o Corinthians. O time alviverde atuará pela primeira vez depois da saída de Dudu, que acertou com Al-Duhail, do Qatar.

Sem seu jogador mais importante dos últimos cinco anos, o técnico Vanderlei Luxemburgo busca uma formação a fim de minimizar a perda inesperada. Em entrevista coletiva concedida ontem (17), o treinador frisou que a solução pode estar no próprio elenco.

"Alguém vai chamar a responsabilidade, alguém vai ter de colocar a cara para fora, chamar o jogo. A gente não sabe quem vai ser. Vamos tentar ajustar a equipe e encontrar o melhor esquema", disse Luxemburgo.

Antes da paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus, o treinador passou a escalar o Palmeiras com quatro atacantes: Dudu, Willian, Rony e Luiz Adriano. Sem o camisa 7, Luxa tem três opções: escalar um outro atacante, um meia clássico ou um volante, numa escalação mais conservadora.

"Com a saída do Dudu, é lógico, vai ter de encontrar um substituto. Pode ter um reforço no meio de campo ou manter quatro atacantes. Ou vou para o meio ou manter a equipe", disse o treinador.

Caso prefira manter o esquema, Luxemburgo apostaria na escalação de um das promessas do elenco. Concorrem à vaga Gabriel Veron, Wesley e Luan Silva. Vale lembrar que Rony, suspenso pela Fifa por quatro meses, é dúvida para o clássico. O clube aguarda um possível efeito suspensivo para poder escalar o atacante.

Se optar pela escalação de um meia clássico, com três atacantes à frente e mais dois meio-campistas mais postados, Luxemburgo terá de escolher entre Lucas Lima, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa.

O treinador também pode escalar um meia mais defensivo para atuar com Bruno Henrique e Ramires. Zé Rafael é um favorito à vaga nesse esquema, mas os jovens Gabriel Menino e Patrick de Paula correm por fora.

O Palmeiras é o vice-líder do Grupo B do Paulistão, com 19 pontos, e está perto da classificação às quartas de final. O time alviverde tem a mesma pontuação do líder Santo André, que fica à frente pelo número de vitórias. O terceiro colocado da chave é o Novorizontino, com 16 pontos. Na última rodada da fase de grupos, os palmeirenses recebem o Água Santa. O jogo será no domingo (26).

Futebol